Geral

PCC x SINDICATO DO CRIME

Facções rivais trocam tiros em comunidade e geram terror em populares

Bandidos trocaram tiros na Favela do Japão, com um morto e dois carros roubados

Por Geraldo Miranda

6 de outubro de 2017 | 10:36

A guerra entre facções que perdura no estado ganhou mais um capítulo na madrugada desta sexta-feira (6), no qual bandidos do Sindicato do Crime e Primeiro Comando da Capital (PCC/RN) trocaram tiros na Favela do Japão, no bairro das Quintas, zona Oeste de Natal. Uma pessoa morreu durante o confronto.

De acordo com a Polícia Militar (PM) a pessoa morta foi identificada como Felipe Sales de Lima, vulgo “Peu”, que chefiava o tráfico de drogas na comunidade. A facção invadiu a comunidade e roubou dois carros para empreender fuga, porém a PM foi acionada e houve outro confronto armado.

Os criminosos inclusive fizeram um vídeo que está circulando nas redes sociais, no qual bandidos do Sindicato do Crime chegam ao local por meio de uma escadaria que dá acesso a comunidade e inicia o confronto com o representante do PCC/RN que controla as ações criminosas no local.

Eles entraram em confronto com os rivais, mas não resistiram à ação e fugiram a pé até a Avenida Bernardo Vieira, onde roubaram dois carros de populares que passavam pelo local. Eles retornavam a comunidade, quando se depararam com uma viatura da PM, que investigava o roubo dos veículos.

Houve novo tiroteio e os carros foram abandonados e um deles estava com muitas marcas de sangue. Os policiais fizeram diligências pela região, mas ninguém foi capturado.

RECOMENDAMOS

Chuvas no RN

Operação conjunta socorre população

LOTERIA

Mega-Sena acumula; próximo sorteio será de R$90 milhões

TORÓ

Ponte desaba, carro é arrastado e cidade fica 'isolada'

OBRA DE R$4,1 MILHÕES

Sabe como está reforma do Forte dos Reis Magos? Parada

ROLÉ DIFERENCIADO

Bolsonaro 'escapa' de hotel para dar voltinha de moto

INFORMAÇÃO NUTRICIONAL

Veja essas dicas e coma chocolate sem culpa na Páscoa

OPERAÇÃO PELA VIDA

PMs impedem suicídio na Ponte

AUTOMÓVEL

Carros brasileiros ficam mais seguros e mais caros

comentários