Economia

PROGRAMA HABITACIONAL

Falta de repasses do Minha Casa, Minha Vida pode causar demissão de mil trabalhadores no RN

Governo Federal não tem repassado pagamento para construtoras do programa; dívida no estado é de R$ 5 milhões

Por Ayrton Freire

3 de abril de 2019 | 09:36

Foto: Divulgação

Cerca de mil trabalhadores da construção civil podem ficar desempregados no Rio Grande do Norte. O número foi revelado, nesta quarta-feira, 3, pelo SINDUSCON, o sindicato que representa a indústria do setor. Desde o começo do ano, o Governo Federal vem acumulando uma dívida que já alcança R$ 5 milhões com as construtoras que integram o programa Minha Casa, Minha Vida no estado.

“São mil postos ameaçados, o que preocupa muito. Fora isso, também ficam ameaçadas as obras de 1.200 unidades. Ou seja, 1.200 famílias podem ter o sonho da casa própria retardado. O detalhe é que 80% dessas unidades foram retomadas, ou seja, já foram paralisadas no passado”, lamentou o diretor de Materiais e Serviços do SINDUSCON, Carlos Henrique de Oliveira Dantas.

Carlos Henrique, diretor do SINDUSCON

O diretor explica como essa dívida foi gerada. “No governo anterior, a gente emitia a nota e, em dois dias, o pagamento já era feito. Agora, com a nova presidência, esse repasse não está chegando. Desde janeiro, só um pequeno repasse foi feito. Um valor bem distante do que deveria ser pago em um mês, inclusive”, relatou.

Para justificar a falta de pagamento, “no começo, o governo alegava que o orçamento da União não tinha sido publicado. Agora, após a publicação, os atrasos continuaram. Aí alegam falta de recursos, no que não acreditamos”, enfatizou.

Se as construtoras não recebem dinheiro ficam sem condições de repassar para os fornecedores e, consequentemente, canteiros de obras estão parados. “Isso é uma cadeia. As empresas têm seus compromissos, inclusive, com o pagamento de impostos. E, continuando assim, vai sobrar, infelizmente, para os nossos trabalhadores porque não teremos como honrar nossos compromissos com a classe”, ressaltou o diretor do SINDUSCON.

RECOMENDAMOS

INVESTIMENTO

Natal: Espaço cultural Ruy Pereira será revitalizado

PARCERIA

Caixa firma acordo com Comitê Paralímpico

PEQUENOS NEGÓCIOS

Sebrae recebe com otimismo Lei Geral das Microempresas

CCJ DO SENADO

Moro: Caso é absolutamente diferente de áudios de Dilma

AUDIÊNCIA PÚBLICA

Comissão debate benefícios da campanha Nota Potiguar

INDÚSTRIA

Melhora a confiança do empresário, diz CNI

ACIDENTE REAL

Idosa é atropelada por escolta de William e Kate

OPERAÇÃO CORPUS CHRISTI

Vai viajar no feriadão? PRF dá dicas para viagem segura

comentários