Cotidiano

"MATERNIZAÇÃO"

Famílias cuidam dos bebês prematuros dentro da UTI em Natal

Hospital Antônio Prudente realiza projetos de acolhimento

Por Redação

16 de outubro de 2019 | 09:19

Foto: Divulgação

Anualmente, em todo o mundo, cerca de 30 milhões de bebês nascem prematuros ou com baixo peso. É o que revela um relatório lançado ano passado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e a Organização Mundial da Saúde (OMS). Segundo a enfermeira do Hapvida Saúde, Viviane Nascimento, bebês prematuros pedem cuidados especiais desde temperatura corporal à imunidade da criança, por isso ”acolher, amar, humanizar, vibrar, sorrir, chorar faz parte do que vivenciamos junto com os pais”.

Nesses momentos de assistência, a profissional de enfermagem esclarece que o Hospital Antônio Prudente de Natal realiza projetos de acolhimento. ”Temos alguns dentro da nossa UTI, como do Octonatal que são polvinhos terapêuticos produzidos por artesãos e doados aos prematuros. Além do banho de ofurô com função de relaxamento, temos também o projeto denominado Tecendo o cuidado e compartilhando a esperança na UTI, que consiste no grupo de apoio multidisciplinar, com reuniões semanais abordando diversos temas como cuidado com bebê no pós-alta, amamentação, ordenha e higiene pessoal, por exemplo”.

As iniciativas do Hospital Antonio Prudente são vivenciadas pela mamãe Renata Farias que gerou o Pedro Gael, no mês de maio, após 26 semanas gestacionais. O pequeno chegou ao mundo no quadro clínico de prematuro extremo com 27 cm de comprimento e 600 gramas. Segunda ela, o filho está há cinco meses na UTI NeoNatal do Hapvida Saúde.

”O meu Pedro passou mais de trinta dias entubado para ajudar a sobreviver. Foram dias muito difíceis para toda nossa família, muito choro, medo e sempre buscando forças na fé. Com poucas chances de viver, ele se mostrou forte com provas diárias que conseguiria”, explica a mamãe Renata Farias.

Por motivo de uma pré-eclâmpsia severa o cotidiano intenso da família passou a ser amparado pelo grupo de apoio e acompanhamento médico da unidade hospitalar. O trabalho é realizado incessantemente para além da saúde, manter o vínculo entre mãe e filho, como explica a enfermeira do Hapvida Saúde, Viviane Nascimento. ” Na UTI neonatal, os bebês ficam na incubadora e fazemos o possível para minimizar esse momento delicado. Os pais, sim, porque a presença paterna faz toda diferença nesse momento de apoio, podem permanecer ao lado do seu bebê, acompanhado evolução e participando de toda vitória: ganho de peso, aumento de dieta, retirada de sonda, exames, extubação”, pontua.

Para quem tem o filho internado em uma UTI as conquistas são comemoradas a cada avanço de melhora e o instinto maternal é substituído por uma intensa luta por sobrevivência da mãe e do filho. ” Com quadros de evolução que sempre surpreenderam, nós tivemos suporte e dedicação de uma equipe de médicos e profissionais da saúde comprometidos, sempre dispostos a esclarecer as dúvidas que surgiam e aptos a nos ouvir. Todos os dias tínhamos motivos para comemorar”, revela ainda a mamãe Renata Farias.

As iniciativas fazem a diferença na melhora e ajuda no ganho de peso, padrão cardíaco e respiratório, durante o período de internação, principalmente, em algumas situações que duram meses. A equipe da UTI Neonatal do Hapvida Saúde também realiza a comemoração todo mês dos aniversários dos bebês e fazem juntos a ‘hora do soninho’ com música diminuição de luminosidade e silêncio. ” O maior sentimento que tenho, diante de quase 140 dias de internação, é gratidão. Primeiramente a Deus, a minha família, ao papai e a todos que compõe a equipe Neonatal do Hapvida Saúde”, finaliza Renata Farias.

RECOMENDAMOS

PROJETO BIOTINGA

Projeto de alunos do Sesi-RN é destaque no Fantástico

What Is So Fascinating About Academic Essay Writing Examples?

TRÂNSITO TRÁGICO

Duas pessoas morreram em estradas do RN no feriadão

MERCADO DE TRABALHO

Fecomércio promove formatura de profissionais

MEDIDA ANTIFRAUDE

Celulares pré-pagos desatualizados estão bloqueados

TRABALHO

SINE oferece 23 oportunidades de emprego no RN

ENTRADA GRATUITA

CEI Romualdo recebe exposição da National Geographic

RECONHECIMENTO

PM que tentou evitar morte na ponte é homenageado

comentários