Lava Jato 07/03/2019 14:13

Dinheiro da Petrobras para a Lava Jato é a “bagunça administrativa”

Marco Aurélio Mello considera um absurdo a destinação de 2,5 bilhões de reais depositado em janeiro pela Petrobras para que a Lava Jato promova políticas de combate à corrupção. O ministro do STF disse ao UOL:

Marco Aurélio Mello considera um absurdo a destinação de 2,5 bilhões de reais depositado em janeiro pela Petrobras para que a Lava Jato promova políticas de combate à corrupção.

O ministro do STF disse ao UOL:

“Como de há muito venho sustentando na bancada do Supremo, órgão público vive apenas do que previsto no orçamento aprovado pelo legislativo. A mesclagem do público com o privado não interessa ao Estado, não interessa à sociedade. É pernicioso fazendo surgir ‘super órgãos’, inviabilizando o controle fiscal financeiro. É a perda de parâmetros, é o descontrole, é a bagunça administrativa. É a Babel.”

Deu em O Antagonista

Ricardo Rosado

Descrição Diretor do Portal No Ar e Repórter do Fatorrrh.

todos os blogs