Política

Finalizadas oficinas para revisão do Plano Diretor na ZN

22 de setembro de 2019 | 11:10

Ao longo de um mês, a Prefeitura de Natal, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), realizou 12 reuniões com os segmentos dos movimentos populares e ongs, classes empresariais e profissionais e de instituição de ensino, e nas quatro regiões administrativas da cidade, sendo duas em cada uma delas.

O resultado foi uma participação muito qualitativa da população, onde mais de 1.500 pessoas estiveram presentes, contribuindo com mais de mil propostas e sugestões para a revisão do Plano. A chamada ‘leitura comunitária’, que ouviu os problemas e as potencialidades de cada público, foi encerrada, neste sábado, 21/09, na zona Norte, com uma significativa participação da população da região.

O próximo passo será dado pelos Grupos de Trabalho (GTS) que irão se reunir a partir do próximo dia 25/09, para sistematizar todas as contribuições da sociedade e construir uma minuta para apresentar em audiências públicas, previstas para o mês outubro.

Em sua fala, o secretário adjunto de Planejamento, Thiago Mesquita, informou que a zona Norte é composta por sete bairros de Lagoa Azul, Nossa Senhora da Apresentação, Redinha, Pajuçara, Potengi, Salinas e Igapó e ocupa uma área de 58,88 m2, o que corresponde a 34,94% do município, sendo a maior das quatro regiões.

Também é a que apresenta o maior número de habitantes, mais de 360 mil pessoas residem no local. Fazendo um paralelo com o crescimento de Natal, de 1991 a 2010, a região recebeu cerca de 180 mil novos habitantes, com destaque para o bairro de Nossa Senhora da Apresentação, sendo o mais adensado é o que mais cresce em termos de população. É uma região predominantemente horizontal, ou seja, sem grandes prédios e a maioria dos domicílios cerca de 71% são próprios e 94,81% são casas.

Um dos grandes problemas da zona Norte é a geração de resíduos especiais e inertes, que não é orgânico, que, pela legislação federal, é dever de quem gera, armazenar, destinar ou tratar de forma ambientalmente correta, o que sobrecarrega a coleta municipal.  Atualmente, a cidade coleta cerca de mil toneladas por dia de lixo, sendo 60% recolhidos na região norte e destina 1,5 milhões de reais por mês para fazer a coleta de uma material que não é obrigação do município recolher.

Em relação à drenagem e pavimentação, houve uma acentuada melhoria neste setor, com destaque para Nossa Senhora da Apresentação, que mais recebeu investimento e o bairro de Salinas, o mais carente deste serviço. Outro dado importante é que em 64% da região o esgoto é industrial, o que difere das demais zonas da cidade.

O plano tem 121 artigos divididos em 6 títulos, que tratam desde a política urbana, do uso e ocupação do solo, da política mobilidade urbana, dos instrumentos de gestão urbana e do sistema de planejamento e gestão. O processo de revisão dividiu as discussões em três grandes temas: Macrozoneamento e ocupação do solo, Áreas Especiais e Sistema de Planejamento e gestão de Fundos.  O formulário para contribuição ficará disponível para o envio de contribuições até a meia noite deste sábado, 21, na página do plano diretor https://natal.rn.gov.br/semurb/planodiretor/paginas/menu/aba3/pagina4.php

RECOMENDAMOS

Wordpress Post 1579305006 029158

What History Homework Help Is - and What it Is Not

Oxidation may be explained because the break down of tissue or organ cells, or some compound reaction that is utilized to induce chemical modifications.

The Vista School

Things You Should Know About Dissertation Help Humanities

What You Need to Do About Research Paper Writing Service

Research Paper Assignment for Dummies

The Best Way To Perform Success and Wealth With Kesler Science Log-in

comentários