Economia

PREÇO DA FOLIA

Gasto médio do brasileiro no Carnaval deve ser de R$ 630

Dentre produtos mais procurados se destacam as bebidas

Por Redação

1 de março de 2019 | 09:21

Foto: Wellington Rocha/Arquivo/PortalNoar

Por ser um feriado prolongado e também muito aguardado pelos brasileiros, o Carnaval acaba levando muitas pessoas a viajar e curtir os dias de folga, movimentando a economia de modo geral. Uma pesquisa recente realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em todas as capitais brasileiras, mostra que 62% dos consumidores pretendem cair na folia nos próximos dias.

Segundo o Diretor Vogal do Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (IBEVAR), Cristiano Hossri, os dados indicam que seis entre dez consumidores devem curtir o Carnaval. “Todos os anos há alta aderência à data e às festividades. Esse ano não será diferente e a população se programa para o período”, comenta.

Os dados apontam que 39% dos entrevistados devem sair de suas cidades na data, enquanto 31% aproveitarão as comemorações no próprio lugar onde moram e 20% ficarão em casa. Os locais de hospedagem mais citados são: casa de familiares e amigos (37%), hotéis ou pousadas (28%) e apartamentos, sítios ou casas alugadas (16%).

O gasto médio do consumidor durante o Carnaval deve ser de R$ 633,97. Dentre os produtos mais procurados se destacam as bebidas – como cerveja e drinks (49%), água, sucos ou energéticos (46%) e refrigerantes (42%), além de comidas ou lanches fora de casa (49%) e itens para churrasco (40%). Já fantasias e adereços, foram citados por 28% dos entrevistados.

A pesquisa também demonstra que a empolgação com os gastos do brasileiro no Carnaval, pode comprometer as finanças do brasileiro. “É importante se programar para todas as atividades, seja para viajar, curtir os blocos e as festas ou visitar restaurantes e bares. Apesar de a maioria dos gastos dos foliões estar dentro do orçamento, muitas pessoas podem aproveitar a data mesmo sem ter estipulado um limite de gastos ou ter guardado dinheiro para isso”, avalia Hossri, diretor do IBEVAR.

RECOMENDAMOS

CORREÇÃO DOS TEXTOS

Inep libera espelhos da redação do Enem 2018

OCORRÊNCIA

M prende dois e apreende armas e drogas em Ceará-Mirim

GABINETE

Styvenson chamará selecionados "mediante a necessidade"

EVENTO

Senac realiza primeira Semana de Gastronomia em Mossoró

INOVAÇÃO E TECNOLOGIA

Alunos do SESI-RN participam de feira científica em SP

ARTES CÊNICAS

Sesc lança 22ª edição do palco giratório

LICITAÇÕES FRAUDULENTAS

Empresários são condenados por desvio de recursos no RN

NATAL

Tarifa da frota de ônibus mais velha do País pode subir

comentários

ANUNCIE JÁ!

RUA DESEMBARGADOR BENÍCIO FILHO, N° 465 PETRÓPOLIS CEP: 59014-470

PABX:

2020-1200

REDAÇÃO:

2020-1200

COMERCIAL:

2020-1200

FALE CONOSCO

Nome
TELEFONE
E-MAIL