Economia

RESTOS A PAGAR

Governo do RN oficializa calote de R$ 2,4 bilhões em dívidas do Estado

Decisão é de usar receita de 2019 apenas para dívidas deste ano

Por Redação

13 de junho de 2019 | 12:37

Reprodução/Twitter

A equipe econômica da governadora Fátima Bezerra, do PT, decidiu que vai usar a receita de 2019 para pagar apenas as despesas que o Estado fizer neste ano. Com isso, o Governo do Rio Grande do Norte seguirá com uma dívida de R$ 2,4 bilhões – valor acumulado dos anos anteriores.

A decisão do Comitê de Gestão e Eficiência do Governo do RN foi publicada na edição do Diário Oficial do Estado desta quinta-feira, 6. A resolução deixa claro que: “As receitas correntes do exercício de 2019 deverão ser utilizadas exclusivamente para o pagamento de despesas públicas de competência do exercício de 2019”.

O texto ainda complementa que “os pagamentos em desacordo com o caput, a exemplo restos a pagar, despesas de exercícios anteriores e indenizações relativas a despesas de exercícios anteriores, somente serão efetuados após autorização do Comitê de Gestão e Eficiência, mediante justificativa plausível do ordenador de despesa primário relativo a necessidade do pagamento para manter regular a continuidade do serviço público”.

A justificativa do Estado para não quitar os R$ 2,4 bilhões em restos a pagar de 31 de dezembro de 2018 é que isso “poderá ocasionar paralisação das atividades operacionais e administrativas do Governo”. Para o Estado, se esse valor for pago agora “produtos e serviços de 2019 somente teriam quitação dos seus pagamentos a partir de 2020”.

Veja publicação do Diário Oficial do Estado

 

 

 

 

RECOMENDAMOS

FEMINICÍDIO

Mulher é morta em quarto de motel na Grande Natal

ATENÇÃO

Litoral do RN pode ter ventos de até 60 km/h

ATAQUE NA MADRUGA

Bandidos explodem cofre em posto de combustíveis no RN

PROTESTO

Comerciantes protestam na Ceasa e trânsito fica lento

SORTE GRANDE

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 16 milhões nesta quarta

FORÇA-TAREFA

Raquel Dodge se reúne com procuradores da Lava Jato

CRONOGRAMA

Governo anuncia novas datas para concurso da PM

MODA PERIGOSA?

FaceApp pode abrir porta para abusos com dados

comentários