Brasil e Mundo

FALÊNCIA

Gráfica responsável por imprimir Enem encerra atividades no Brasil

Especialistas temem problemas com cronograma da prova deste ano

Por Fernando Scheller e Maria Fernanda Rodrigues

2 de abril de 2019 | 08:36

Apesar de ser subsidiária de uma empresa americana de grande porte, que faz parte da lista das 500 maiores da revista Fortune e registrou faturamento de quase US$ 7 bilhões no ano passado, a gráfica RR Donnelley tem a prerrogativa jurídica de declarar a autofalência no Brasil sem “contaminar” os negócios da matriz.

A subsidiária decretou falência nesta segunda-feira, dia 1º, causando preocupação, já que a empresa é responsável pela impressão das provas do Enem. Especialistas temem problemas com o cronograma da prova deste ano.

Negócio centenário nos Estados Unidos, a RR Donnelley foi fundada em Chicago em 1864. Já na primeira metade do século 20 a empresa era responsável pela impressão de títulos como Time e Life, símbolos da imprensa americana. A RR Donnelley chegou ao País com a compra de uma gráfica nacional de longa tradição, a Hamburg, e posteriormente fez outras aquisições.

“O mercado editorial perde uma fornecedora confiável em todos os sentidos, em prazo, preço e qualidade”, diz Marcos Pereira, presidente do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel). “A crise no mercado editorial é verdadeira, mas não me parece justificar uma medida tão extrema como a falência.”

Os funcionários brasileiros também foram pegos de surpresa com a medida. A companhia informou que vai liberar os documentos dos empregados para que possam requerer o saldo do FGTS e o seguro-desemprego.

Vitor Tavares, presidente da Câmara Brasileira do Livro (CBL), disse que a entidade recebeu com preocupação a notícia da falência. “É sem dúvida mais um duro golpe na indústria gráfica e editorial do Brasil.”

Na semana passada, a Intrínseca comprou 70 toneladas de papel para imprimir uma de suas apostas para este ano, mas os caminhões encontraram a empresa fechada nesta segunda-feira. Para a Sextante, a gráfica estava entre as três principais fornecedoras, responsável por cerca de 20% de seus livros.

RECOMENDAMOS

OPERAÇÃO EM MINAS

PF prende assessor do ministro do Turismo

NOITE DE FARRA!

Neymar é flagrado aos beijos com outra modelo

PROPOSTAS DE MODERNIZAÇÃO

Fiern participa de seminário sobre Reforma Tributária

IGUALDADE

Fórum cobra antecipação do 13º de 2019 para todos

OUTRA REALIDADE

Diretoria da Caern recebe salários de até R$ 71 mil

TRÁFICO DE DROGAS

Mourão classifica militar preso como 'mula qualificada'

"DEUS FOI GENEROSO COM A GENTE"

Huck mostra como ficou crânio do filho após acidente

BOM PARA TODO MUNDO

Parceria facilita a emissão de novos RG's no RN

comentários