Brasil e Mundo

OPERAÇÃO SPOOFING

Hackers da Lava Jato fizeram operações financeiras em Natal

Eles adquiriram moedas estrangeiras para comprar armas

Por Redação

25 de julho de 2019 | 14:43

Danilo Cristiano Marques e Walter Delgatti Neto, o “Vermelho”. Foto: Reprodução

Dois dos supostos hackers presos pela Polícia Federal na Operação Spoofing, Walter Delgatti Neto, o “Vermelho”, e Danilo Cristiano Marques, tiveram passagem por Natal onde compraram moeda estrangeira e a partir daí adquiriram armas. De acordo com a revista Veja, o Coaf – Conselho de Controle de Atividades Financeiras – informou à Polícia Federal que a dupla comprou dólares e euros para adquirir armas em 2016.

Os dois foram presos acusados de invadir os telefones do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, do presidente Jair Bolsonaro, e de mais de mil outras autoridades brasileiras, incluindo políticos, juízes e até jornalistas, estariam implicados na compra de armas de fogo. O Coaf detectou operações suspeitas feitas por  para a compra de moedas estrangeiras em valores que somam R$ 90.712,00 , em lojas de câmbio nos aeroportos de Natal (RN) e do Galeão, no Rio, em apenas 5 dias.

Eles teriam tentado outras operações financeiras, mas não conseguiram concretizá-las já que foram consideradas suspeitas na ocasião.

RECOMENDAMOS

PATU

Governadora acompanha Operação Santuário do Lima

COVARDIA

Após diária, PM é assassinado quando voltava pra casa

"RESULTADO EXCELENTE"

Oficinas de costura do RN economizam com energia solar

DIA MUNDIAL DA LIMPEZA

Voluntários vão às ruas de Natal recolher 16 t de lixo

PARCEIROS

Bolsonaro participará de jantar com Trump nos EUA

ALERTA

Arboviroses: Sesap reforça orientação aos municípios

MAIS ORGANIZAÇÃO

Evento leva dicas de organização para shopping em Natal

ATUALIZAÇÃO

Governo atualiza cadastro e preocupa produtores rurais

comentários