Geral

ATENTADO

Homem invade salão, manda pessoas se afastarem e atira contra manicure

Vítima passou por cirurgia e luta pela recuperação na UTI do Walfredo Gurgel

Por Ayrton Freire

15 de abril de 2019 | 12:47

Momento em que SAMU socorria mulher atingida

Um homem invadiu um salão de beleza de Parnamirim e atirou contra uma mulher que trabalhava no estabelecimento. O caso aconteceu no último sábado, dia 13, e até a manhã desta segunda-feira, 15, a vítima ainda estava no Complexo Hospitalar Monsenhor Walfredo Gurgel, para onde foi levada logo após o atentado.

A mulher é Ayla Taise Moreira, de 32 anos. Manicure, ela estava em um salão da Rua Praia de Tibau, em Nova Parnamirim, no final da manhã do sábado passado. Foi quando entrou em cena, de acordo com a Polícia Militar, Lindenor Simão de Freitas, 30, que teria tido um relacionamento amoroso com Ayla.

Vestido com camisa cinza e calça jeans escura, o agressor chegou ao salão e mandou que as pessoas que estavam no estabelecimento se afastassem, deixando-o de frente para a vítima. Nesse instante, ele proferiu, conforme narraram testemunhas do crime, pelo menos cinco tiros de arma de fogo contra a vítima. Em seguida, montou em uma motocicleta e deixou o local do crime.

Os ferimentos atingiram, conforme consta no laudo médico ao qual a reportagem teve acesso, principalmente, a região do abdômen. Ayla passou por cirurgia ainda na tarde do sábado e, no começo da noite do mesmo dia, foi encaminhada à UTI do hospital, onde permanecia até o fim desse texto. O atirador está foragido.

 

RECOMENDAMOS

Chuvas no RN

Operação conjunta socorre população

LOTERIA

Mega-Sena acumula; próximo sorteio será de R$90 milhões

TORÓ

Ponte desaba, carro é arrastado e cidade fica 'isolada'

OBRA DE R$4,1 MILHÕES

Sabe como está reforma do Forte dos Reis Magos? Parada

ROLÉ DIFERENCIADO

Bolsonaro 'escapa' de hotel para dar voltinha de moto

INFORMAÇÃO NUTRICIONAL

Veja essas dicas e coma chocolate sem culpa na Páscoa

OPERAÇÃO PELA VIDA

PMs impedem suicídio na Ponte

AUTOMÓVEL

Carros brasileiros ficam mais seguros e mais caros

comentários