Brasil e Mundo

FISCALIZAÇÃO

Juíza proíbe retirada de radares das rodovias federais

Decisão não é definitiva e cabe recurso

Por André Richter/Agência Brasil

11 de abril de 2019 | 06:26

Foto: Wellington Rocha/Arquivo/Portal No Ar

A juíza Diana Vanderlei, da 5ª Vara Federal em Brasília, proibiu nessa quinta-feira (10) a retirada de radares de velocidade das rodovias federais de todo o país. A decisão foi motivada por um pedido liminar feito pelo senador Fabiano Contarato (REDE-ES), mas não é definitiva e cabe recurso.

Na decisão, a juíza também determinou que seja realizada a renovação dos contratos do Programa Nacional de Controle Eletrônico de Velocidade por mais 60 dias.

“A não renovação dos contratos para a manutenção dos medidores de velocidade foi realizada sem ao menos ser efetiva a implementação de novo modelo de gestão para a segurança nas rodovias federais”, afirmou a magistrada.

Na semana passada, o Ministério da Infraestrutura informou que a instalação de novos sensores foi suspensa para que seja feita uma análise rigorosa do plano de instalação, que foi realizado no governo anterior.

De acordo com a pasta, o atual contrato poderia chegar ao custo de R$ 1 bilhão em cinco anos. A análise também deverá priorizar a redução do uso do equipamento onde não é necessário a segurança viária, com possibilidade de uso de outros mecanismos de segurança.

RECOMENDAMOS

EVENTO

Palestra discute situação do Instituto Santos Dumont

BALANÇO

Saldo de empregos tem pior mês de março desde 2016

PRAZO ACABANDO

Mais de 320 mil ainda não pagaram o IR de 2019 no RN

SUSTO!

Moradores confundem fogos com alerta de evacuação

BENZA DEUS!

Cauã Reymond posta foto sexy e tamanho choca seguidores

'DESERTO'

Pregão que Estado usaria para pagar servidores fracassa

MAIS TEMPO

Emissão de RGs terá horário ampliado no RN

TRÂNSITO SEGURO

STTU leva a campanha Maio Amarelo ao Mercado Bem-Te-Vi

comentários