Geral

CASO ADEMAR

Julgamento dos acusados de matar hoteleiro entra no terceiro dia

Júri popular foi iniciado na quarta-feira e ainda pode se estender por mais dias

Por Ayrton Freire

12 de abril de 2019 | 09:47

O hoteleiro Ademar Miranda Neto (Arquivo Pessoal)

O júri popular dos acusados do assassinato do hoteleiro Ademar Miranda Neto em 2016 entra, nesta sexta-feira, no terceiro dia. Nesta manhã, se iniciam os debates dos advogados de defesa com o Ministério Público, no Fórum Miguel Seabra Fagundes, no bairro de Lagoa Nova, na zona sul de Natal.

Iniciadas na quarta, dia 10, as oitivas das testemunhas de acusação e também de defesa só foram concluídas nessa quinta, 11.

Os réus são Martha Renatta Borsatto Messias Miranda, viúva da vítima e apontada como autora do homicídio, e Antônio Ribeiro de Andrade Neto, namorado dela, acusado de ser coautor do crime.

O julgamento é presidido pelo juiz José Armando Pontes Júnior. Três homens e quatro mulheres compõem o júri popular.

O crime

Em 7 de Junho de 2016, o hoteleiro Ademar Miranda Neto, de 58 anos, foi morto a tiros na avenida Engenheiro Roberto Freire, no bairro de Ponta Negra, quando dois homens que estavam em uma motocicleta efetuaram disparos de arma de fogo contra ele.

RECOMENDAMOS

CRÉDITO

Banco do Nordeste investe R$ 143 mi no turismo do RN

ORGULHO

SESI/RN conquista ouro em lançamento de foguetes

POLÍCIA

Carro roubado é recuperado em cidade vizinha ao roubo

GESTÃO

Guamaré será 1a. do RN a tornar processos 100% digitais

INCÊNDIO

Prédio de empresa pega fogo em Natal

DESASTRE AMBIENTAL

Manchas de óleo atingem praia em Pernambuco

AUDIÊNCIA PÚBLICA

Na Câmara, Guardas pedem concurso e Plano de Carreira

TRAGÉDIA

Três bombeiros morrem tentando apagar incêndio em boate

comentários