Geral

CASO ADEMAR

Julgamento dos acusados de matar hoteleiro entra no terceiro dia

Júri popular foi iniciado na quarta-feira e ainda pode se estender por mais dias

Por Ayrton Freire

12 de abril de 2019 | 09:47

O hoteleiro Ademar Miranda Neto (Arquivo Pessoal)

O júri popular dos acusados do assassinato do hoteleiro Ademar Miranda Neto em 2016 entra, nesta sexta-feira, no terceiro dia. Nesta manhã, se iniciam os debates dos advogados de defesa com o Ministério Público, no Fórum Miguel Seabra Fagundes, no bairro de Lagoa Nova, na zona sul de Natal.

Iniciadas na quarta, dia 10, as oitivas das testemunhas de acusação e também de defesa só foram concluídas nessa quinta, 11.

Os réus são Martha Renatta Borsatto Messias Miranda, viúva da vítima e apontada como autora do homicídio, e Antônio Ribeiro de Andrade Neto, namorado dela, acusado de ser coautor do crime.

O julgamento é presidido pelo juiz José Armando Pontes Júnior. Três homens e quatro mulheres compõem o júri popular.

O crime

Em 7 de Junho de 2016, o hoteleiro Ademar Miranda Neto, de 58 anos, foi morto a tiros na avenida Engenheiro Roberto Freire, no bairro de Ponta Negra, quando dois homens que estavam em uma motocicleta efetuaram disparos de arma de fogo contra ele.

RECOMENDAMOS

Chuvas no RN

Operação conjunta socorre população

LOTERIA

Mega-Sena acumula; próximo sorteio será de R$90 milhões

TORÓ

Ponte desaba, carro é arrastado e cidade fica 'isolada'

OBRA DE R$4,1 MILHÕES

Sabe como está reforma do Forte dos Reis Magos? Parada

ROLÉ DIFERENCIADO

Bolsonaro 'escapa' de hotel para dar voltinha de moto

INFORMAÇÃO NUTRICIONAL

Veja essas dicas e coma chocolate sem culpa na Páscoa

OPERAÇÃO PELA VIDA

PMs impedem suicídio na Ponte

AUTOMÓVEL

Carros brasileiros ficam mais seguros e mais caros

comentários