Brasil e Mundo

CRIME REVOLTANTE

Justiça condena homem por estuprar filhas de 14 anos

Condenação foi de 59 anos e sete meses de reclusão, em regime fechado

Por Estadão Conteúdo

2 de maio de 2019 | 09:36

Foto: Reprodução/Internet

A Justiça condenou a 59 anos e sete meses de reclusão, em regime fechado, um homem acusado do estupro de suas próprias filhas. De acordo com a denúncia do Ministério Público do Paraná, oferecida pela 1ª Promotoria de Justiça de Infrações Penais contra Crianças, Adolescentes e Idosos da Região Metropolitana de Curitiba, “o homem constrangeu duas filhas, ambas menores de 14 anos à época dos fatos, a praticar atos libidinosos com ele”.

Os crimes, segundo a Promotoria, ocorreram entre 2001 e 2015, na residência em que o acusado vivia com as meninas, em Curitiba.

A sentença foi aplicada no último dia 26 de abril. O réu já se encontrava detido por força de prisão provisória, “uma vez que, armado com uma faca, atentou contra a vida das vítimas após a revelação dos fatos, chegando a entrar em confronto com dois vizinhos que saíram feridos”.

De acordo com a investigação do Ministério Público do Paraná, conduzida a partir dos depoimentos colhidos pelo Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítima de Crime (Nucria), “os abusos tiveram início quando as vítimas ainda eram muito pequenas, a partir dos cinco e seis anos de idade, e pioraram após a morte da mãe das garotas”. O processo (Autos 0002674-79 2018.8.16.0007) tramita em segredo de justiça.

RECOMENDAMOS

DIREITO

🔊 Exame da OAB tem 676 inscritos para prova no RN

HOMENAGEM

Organizadores da Campus Party viram Cidadãos Natalenses

BRAVO

Agente prisional fica em 3° no Pan-americano de Judô

FUTEBOL

🔊 ABC pode ser rebaixado para a Série D neste domingo

SAÚDE

🔊 Centenas de pessoas passam por check-up vascular grátis em Natal

FOGO

🔊 Polícia queima quase 53 mil bonés piratas no RN

CP NATAL

Capacitação de servidores é destaque na Campus Party

TÁ PERTO

América define data para inaugurar estádio próprio

comentários