Economia

EM VIGOR

Lei da Previdência Complementar é sancionada no RN

Poder Executivo está autorizado a criar entidade fechada de Previdência Complementar

Por Redação

8 de fevereiro de 2018 | 14:16

Aprovada pelos deputados na convocação extraordinária da Assembleia Legislativa, a Lei Complementar nº 622/ 2018 foi sancionada pelo governador do Estado, Robinson Faria, e publicada na edição do Diário Oficial do Estado do último dia 6, quando passou a vigorar.

A Lei institui o Regime de Previdência Complementar para os servidores públicos titulares de cargos de provimento efetivo e autoriza a criação de sua entidade gestora.

O regime de previdência complementar, de caráter facultativo, aplica-se aos servidores públicos e aos membros de Poder, com remuneração superior ao limite máximo estabelecido para os benefícios do Regime Geral de Previdência Social, que venham a ingressar no serviço público a partir do início da vigência do regime complementar do qual trata a Lei.

A previdência complementar abrange os servidores do Poder Executivo, servidores do Poder Legislativo, membros e servidores do Ministério Público, membros e servidores do Tribunal de Contas do Estado e membros e servidores da Defensoria Pública.

De acordo com a legislação sancionada, o Poder Executivo está autorizado a criar entidade fechada de Previdência Complementar, denominada Fundação de Previdência Complementar do Estado do Rio Grande do Norte (FUPREVIRN), com a finalidade de administrar e executar o plano de benefícios de caráter previdenciário.

A gestão dos recursos garantidores das reservas técnica e previsões da FUPREVIRN será realizada por instituição especializada autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil ou outro órgão competente, a ser contratada mediante prévia licitação.

RECOMENDAMOS

ADIANTAMENTO

Prefeitura de Macaíba antecipa 13º salário

ENSINO SUPERIOR

Inep: 13% das instituições tiveram baixo desempenho

LEGISLAÇÃO PENAL

Senado aprova pacote anticrime

PAGAMENTO DO FUNCIONALISMO

Governo do RN quita três folhas salariais atrasadas

MICROEMPRESAS

Sebrae alerta parlamentares sobre impactos da MP 907

NATAL SEM FOME

Campanha doará alimentos a 100 famílias no Natal

PLANO DIRETOR NO AR

Fórum do Plano Diretor debate desenvolvimento urbano

ENCONTRO DE INDUSTRIAIS

Bolsonaro: 'Governo pretende trabalhar com a indústria'

comentários