Geral

TEMPO

Maio de 2019 foi o mais chuvoso dos últimos anos, apesar de chuvas abaixo da média

Emparn divulgou, nesta quarta-feira, dados de análise meteorológica

Por Redação

12 de junho de 2019 | 13:00

Foto: Ney Douglas/Portal No Ar

O mês de maio de 2019 foi o mais chuvoso nos últimos anos. A informação foi divulgada pela Gerência de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), que comparou as chuvas ocorridas no quinto mês deste ano com as do mesmo período em anos anteriores. No entanto, o índice de chuvas no estado ficou abaixo do esperado.

O sistema meteorológico Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) foi influenciado pelas boas condições das águas do Oceano Atlântico Sul e atrapalhado pelo Fenômeno El Niño (aquecimento das águas do Oceano Pacífico). Dessa forma, o ZCIT foi o responsável pela ocorrência das chuvas no Estado, destaca Gerente de Meteorologia da Emparn, Gilmar Bristot.

A intensificação do fenômeno El Niño, ocorrida durante o final de março e início de abril, causou bloqueios atmosféricos sobre o nordeste brasileiro, o que prejudicou a ocorrência de chuvas. O El Niño comprometeu a ocorrência de chuvas em diversas regiões do RN.

Os maiores índices de acúmulo de chuva no mês de maio ocorreram no Litoral Leste, enquanto que a Região Oeste apresentou o índice mais abaixo do esperado (-24,8%). Em todo o estado eram esperados valores acumulados próximos de 108,7mm e a chuva observada ficou em 95,2 mm, tendo acumulado negativo de -12,5% em relação ao aguardado. A média climatológica utilizada no levantamento refere-se aos Postos Pluviométricos com mais de 30 anos de dados no período de 1963 a 2007.

Previsão para junho

Para o mês de junho é esperado um período seco no interior devido ao afastamento da ZCIT, informa a meteorologia da Emparn. As chuvas mais intensas devem ficar apenas nas regiões Leste e Agreste, geradas no Oceano Atlântico.

As condições oceânicas e atmosféricas mostram enfraquecimento do El Niño no Oceano Pacífico. Esse efeito, junto à melhora em campos de pressão atmosférica e ventos na superfície do Oceano Atlântico, indicam que as chuvas irão se normalizar durante a segunda quinzena do mês. Os índices pluviométricos deverão variar entre 30 a 50mm no interior, de 50 a 150mm no Agreste e de 150 a 250mm no Litoral Leste.

RECOMENDAMOS

PROVIDÊNCIAS

Crea-RN discute projeto que revoga salário mínimo

TRISTEZA

Menina de 6 anos morre após ser picada por escorpião

TV NO AR

Veja propostas de Rodrigo Menezes na eleição do Quinto

AUDIÊNCIA PÚBLICA

Natal: Câmara discute reabertura do fórum da zona Norte

ARRAIÁ NA CAPITAL

Veja os vencedores do Festival de Quadrilhas de Natal

DE VOLTA ÀS RUAS

Militares aceitam proposta do governo e encerram greve

DESVIO DE VERBAS

Natal: Justiça bloqueia bens de vereador e ex-vereador

ENERGIA DESVIADA

Operação acaba com 'gatos' em Parnamirim

comentários