Brasil e Mundo

VERDE E ROSA

Mangueira vence carnaval do Rio pela 20ª vez

Escola de samba falou dos líderes da história do Brasil e homenageou Marielle

Por Redação

6 de março de 2019 | 18:15

Desfile da Mangueira no Carnaval 2019 no Rio de Janeiro. Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

A Estação Primeira de Mangueira foi a vencedora do grupo especial das Escolas de Samba do Rio de Janeiro. É o 20º título da agremiação no carnaval do Rio. No enredo deste ano, a Mangueira trouxe “História para ninar gente grande” e homenageou a vereadora Marielle Franco, sendo ovacionada no sambódromo. A Mangueira já tinha ganho o Estandarte de Ouro neste ano. Na escala de pontuação, tirou 10 em quase todos os quesitos.

A Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) divulgou no início da tarde desta quarta (6) a ordem da leitura das notas. Primeiro foram abertos os envelopes do quesito evolução. Em seguida foram lidas, nesta ordem, as notas relativas à harmonia, mestre-sala e porta-bandeira, alegorias e adereços, comissão de frente, samba enredo, enredo, bateria e fantasias. A pior nota de cada escola é descartada.

A intenção do enredo da escola foi mostrar a participação de líderes populares que influenciaram a história do Brasil e não têm suas realizações contadas nos livros. Neles, personagens negros, índios, com destaque também para mulheres como a vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ), Maria Felipe Oliveira, que liderou a resistência aos portugueses na Bahia e Luiza Mahin, líder do levante dos Malês, de pessoas escravizadas.

No enredo, Alcione representou Dandara, a mulher de Zumbi dos Palmares. “Foi uma honra representar Dandara, uma líder das pessoas escravizadas”, afirmou.

A cantora Leci Brandão, que é mangueirense, disse ter sido tomada por um misto de sentimentos durante o desfile, pois foi homenageada e citada na letra do samba-enredo. “A gente entra para a ala dos compositores nos anos de 1970 e, em 2018, ter o nome no samba é pra gente chorar, uma emoção muito grande mesmo, principalmente porque vim representando Luiza Mahin”, afirmou a artista.

Mônica Benício, viúva da vereadora Marielle Franco, morta em março do ano passado, disse que foi um enredo urgente e atual. “Fala de representatividade, de resistência, e a Marielle sendo homenageada, ter ela hoje como símbolo de esperança é, sobretudo, uma emoção muito grande”, disse.

Confira aqui as fotos do desfile da Mangueira

RECOMENDAMOS

INVESTIGAÇÃO

Polícia pega um dos suspeitos de matar moradora de rua

MODA

Desfile do SENAI fala da comunicação através da moda

LEIA NOTA

Fátima diz que respeita lei que concede 13º a deputados

NOTA DA AL

Deputados têm 13º e 1/3 de férias como todo servidor

RECONHECIMENTO

FIERN recebe prêmios por atuação na educação e cultura

É OURO

Vôlei de praia: Ana Patrícia e Rebecca levam o título

TELECOMUNICAÇÕES

Anatel inicia bloqueio de celulares irregulares no RN

NA LIDERANÇA

América atropela Palmeira fora de casa pelo Estadual

comentários

ANUNCIE JÁ!

RUA DESEMBARGADOR BENÍCIO FILHO, N° 465 PETRÓPOLIS CEP: 59014-470

PABX:

2020-1200

REDAÇÃO:

2020-1200

COMERCIAL:

2020-1200

FALE CONOSCO

Nome
TELEFONE
E-MAIL