Política

PREVIDÊNCIA

Marinho diz que expectativa de votação da reforma é a melhor possível

Debates na Câmara dos Deputados hoje vão até as 22 horas

Por Karine Melo/Agência Brasil

18 de junho de 2019 | 14:59

O secretário especial de Trabalho e Previdência do Ministério da Economia, Rogério Marinho, esteve hoje (18), na Câmara dos Deputados, na sessão da Comissão Especial da reforma da Previdência que começou a debater o relatório do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP). Aos jornalistas, o secretário, que já foi deputado federal, disse que foi “cumprimentar os colegas”.

Sobre a expectativa de votação do texto, sem estimar data, ele respondeu que é a melhor possível.

“Quem faz o cronograma da comissão é o [presidente do colegiado] Marcelo Ramos”, afirmou. Marinho não quis comentar pontos da proposta original que foram retirados pelo relator e que podem retornar à reforma, como a capitalização.

Discussão

Com 155 parlamentares para debater o texto, fora os líderes, o presidente do colegiado, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), disse, após uma avaliação com lideranças, que pretende levar o debate hoje até, no máximo, 22 horas.

Assim que for iniciada a Ordem do Dia na tarde hoje, a sessão será suspensa e retomada ao final das deliberações do plenário.

Amanhã, a reunião na comissão deverá ser retomada às 9 horas. Por causa do feriado de Corpus Christi nesta quinta-feira (20), Ramos poderá convocar os deputados para continuar a discussão já na segunda-feira (24), se ainda houver muitos inscritos na lista.

Caso a fase de discussão consiga ser encerrada até a próxima terça-feira (25), a expectativa é de que, no dia seguinte, comece o processo de votação da matéria, que pode levar até três dias, conforme o grau de obstrução da oposição.

Debates

Desde pouco antes das 10h da manhã de hoje, deputados favoráveis e contrários à proposta se revezam na discussão. O líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), por exemplo, disse que a retirada de estados e municípios não vai impactar na economia prevista para a reforma da Previdência.

“O governo está confortável [com as mudanças acatadas pelo relator do texto]. Somos uma federação, municípios e estados têm autonomia”, disse. Segundo ele, esta situação vai proporcionar propostas locais e adaptadas às características regionais.

Sobre a capitalização, o parlamentar considerou prematura a retirada da proposta do texto, feita para fechamento de acordo. “Precisamos de algum sistema que viabilize a aposentadoria”, explicou.

Já a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) disse que a retirada do sistema de capitalização do relatório foi uma vitória da oposição e dos manifestantes nas ruas.

“Se o ministro (da Economia) Paulo Guedes quiser ir embora, vamos dar tchau para ele no aeroporto”, completou Jandira, lembrando a declaração do ministro na qual ele disse que, se uma reforma com uma economia robusta não fosse aprovada, ele preferiria sair do Brasil.

Logo no início da discussão, o relator do texto da reforma da Previdência, Samuel Moreira (PSDB-SP), falou que nunca teve pretensão de que o relatório fosse um decreto e voltou a dizer que o parecer apresentado por ele na última quinta-feira, 13, não é definitivo. Ele repetiu que vai apresentar um novo texto após a fase de discussão da proposta na Comissão Especial.

“Nunca tive a pretensão de que o relatório fosse um decreto. Estou aqui para ouvir e melhorar ainda mais o relatório. Peço que os parlamentares não se sintam constrangidos a apresentarem seus pontos aqui e que também enviem observações por escrito”, finalizou.

RECOMENDAMOS

MÚSICA

'Hoje tem Samba no Beco' recebe Andiara Freitas

DESAFIO

Campeonato gamer reúne 150 competidores

AGENDA

Curso de segurança pública e mediação policial em Natal

MEIO AMBIENTE

Torneio de rinhas de galo tinha até motos na premiação

POLÍCIA

Homens em carro roubado morrem após perseguição da PM

TRANSPORTE DE CARGAS

ANTT publica novas regras para cálculo do frete mínimo

DESATIVADDA

Saiu a sentença de recuperação judicial da Multidia

DIÁLOGO

AGN-RN e IMD discutem parceria para startups potiguares

comentários