Geral

proteção tripla

Membros de facção criminosa vão a acampamento de voluntários na Ponte Newton Navarro garantir segurança.

Boato de assalto não foi confirmado. Polícia Militar tem dado todo suporte ao trabalho.

Por Heilysmar Lima e Ney Douglas Marques

26 de abril de 2019 | 18:02

Nesta sexta-feira (26), surgiu um boato de que teria acontecido uma tentativa de assalto no acampamento do grupo evangélico que atua na prevenção de suicídios na Ponte Newton Navarro, o que não foi confirmado.

De acordo com a voluntária Elisângela Leonês, além da proteção divina, outras duas frentes garantem a segurança no local. A primeira delas é a Polícia Militar. Segundo Elisângela Leonês, trabalhadora autônoma que participa da vigília, o acampamento recebe a visita constante de policiais militares, que param e conferem se tudo está em ordem.

“Os policiais sempre passam por aqui e param para saber como as coisas estão. Inclusive, eles até trouxeram doações de alimentos. A gente sabe que eles também têm dificuldades na vida. A gente fica muito feliz”, contou.

A outra proteção foi garantida ainda na sexta-feira (19), primeiro dia do grupo no local. Segundo ela, membros de uma facção que atua na região foram até lá e garantiram que ninguém “mexeria” com eles. “Eles disseram que não teríamos problema em ficar ali”, acrescentou.

RECOMENDAMOS

SEMIABERTO

Ex-governador Fernando Freire deixa a prisão

CONDENADO

Pedreiro que matou menina Iasmin pega 31 anos de prisão

PROTEÇÃO

Preocupação com segurança de dados é a maior em 10 anos

EXPECTATIVA

Lei da Microempresa deve gerar empregos,diz Álvaro Dias

QUINTO CONSTITUCIONAL

OAB realiza sabatina com os 23 candidatos ao TRT21

EXPLICAÇÕES

Moro nega existência de acordo para assumir vaga no STF

OTIMISMO

Lei dará "condições especiais" às microempresas, diz CD

TV NO AR

Veja propostas de Marisa Almeida na eleição do Quinto

comentários