Brasil e Mundo

INVESTIGAÇÃO

Minas e Energia abre processo para investigar rompimento de barragem

Tragédia já contabiliza 165 mortos e 160 desaparecidos

Por Paula Laboissière - Repórter da Agência Brasil

11 de fevereiro de 2019 | 08:34

Militares israelenses durante buscas por vítimas em Brumadinho, onde uma barragem da mineradora Vale se rompeu. Adriano Machado/Reuters/Direitos reservados

O Ministério de Minas e Energia determinou a instauração de processo administrativo para obter informações referentes ao rompimento da barragem da mineradora Vale na mina Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), no último dia 25. A portaria foi publicada hoje (11) no Diário Oficial da União.

De acordo com o texto, o processo administrativo servirá para a adoção de providências que se fizerem necessárias quanto à prevenção, controle e mitigação das consequências dos danos provocados pelo rompimento no município mineiro, bem como para a adoção de providências quanto à segurança de barragens.

Até ontem (10), a tragédia em Brumadinho contabilizava 165 mortos e 160 desaparecidos, entre funcionários da mineradora, terceirizados que prestavam serviços à Vale e membros da comunidade. Há ainda 138 pessoas desabrigadas e duas seguem hospitalizadas – 17 dias após o rompimento da barragem.

RECOMENDAMOS

DIREITO

🔊 Exame da OAB tem 676 inscritos para prova no RN

HOMENAGEM

Organizadores da Campus Party viram Cidadãos Natalenses

BRAVO

Agente prisional fica em 3° no Pan-americano de Judô

FUTEBOL

🔊 ABC pode ser rebaixado para a Série D neste domingo

SAÚDE

🔊 Centenas de pessoas passam por check-up vascular grátis em Natal

FOGO

🔊 Polícia queima quase 53 mil bonés piratas no RN

CP NATAL

Capacitação de servidores é destaque na Campus Party

TÁ PERTO

América define data para inaugurar estádio próprio

comentários