Interior

SUSTO!

Moradores ouvem fogos, pensam que foi sinal de alerta e correm com medo de açude estourar

Comemoração política com fogos de artifício causou pânico na cidade

Por Ayrton Freire

26 de abril de 2019 | 12:49

Açude Pataxó, em Ipanguaçu (Foto: Reprodução/YouTube)

Ipanguaçu, no Oeste Potiguar, está em alerta para o risco de rompimento de açudes. Por essa razão, a Defesa Civil do Município comunicou aos munícipes que, caso alguma barragem estoure, lançaria rojões como sinal de evacuação por parte dos moradores. Mas, nessa quinta-feira, uma comemoração política com fogos de artifício causou pânico na cidade.

Os fogos foram em comemoração a volta do vereador Batista Bertoldo, do PSDB, à presidência da Câmara do Município. É que, pela terceira vez, de acordo com o parlamentar, ele ganhou na Justiça o direito se seguir no cargo ocupado por Lindemberg Faustino, o Berguinho, do PEN. Os dois se revezam no poder da Casa a cada decisão judicial.

Empolgados com a decisão favorável Batista Bertoldo, partidários dele saíram às ruas para comemorar. Os fogos foram disparados de, pelo menos, três pontos da cidade: nos bairros de Maria Romana, Ubarana e também no Centro. O detalhe é que funcionários da própria Prefeitura de Ipanguaçu, a qual pertence a pasta da Defesa Civil, protagonizaram o episódio.

“Quem fez isso se esqueceu da aflição que a gente está vivendo. A população ficou em pânico. Vários pais foram apavorados à escola buscar os filhos. As crianças estavam assustadas. Foi algo muito irresponsável”, disse a professora Maria Helena da Silva ao PORTAL NO AR. De fato, vários áudios circulam no WhatsApp. “Eu só lembrava dos meus filhos no colégio”, narrou uma mulher em uma dessas mensagens.

Dois funcionários da Prefeitura aparecem em um vídeo soltando os fogos. Um deles é José Travessa Filho, da subsecretaria do gabinete do prefeito Valdereto Bertoldo, do PSDB. Ele é parente de Batista Bertoldo. Travessa admite que a ação foi “infeliz”. Ao mesmo, ele ressalta que a atitude “não foi por maldade” e culpou a oposição pela repercussão do fato.

O outro homem que aparece no vídeo com Travessa foi identificado como Jadinho e é irmão de outro vereador: Jefferson Santos, o Gordo Filho, eleito pelo MDB.

Gordo Filho é amigo de Batista Bertoldo. Os dois, inclusive, almoçavam juntos no momento em que os fogos foram disparados. “Ele estava lá em casa. Quando ouvimos (o barulho dos rojões) saímos e até chegamos a pedir para que parassem. Foi uma iniciativa popular. Eu não comprei os fogos. Inclusive, lamento demais pela confusão”, disse o vereador Bertoldo.

Sobre a situação das barragens, o coordenador da Defesa Civil de Ipanguaçu, Genilo Rodrigues, disse à reportagem que “está tudo sob controle” e que “a população pode ficar tranquila”.

RECOMENDAMOS

CRÍTICAS

Bolsonaro volta a defender fim dos radares

FIERN

Atividade da construção potiguar segue em dificuldades

LEVANTAMENTO DA FOLIA

Fecomércio divulga resultados do Carnaval em Parnamirim

SONDAGEM FIERN

Atividade industrial potiguar cai pelo 5° mês seguido

Cristina Indio do Brasil – Repórter da Agência Brasil

Morre menina queimada em vazamento de duto

SERIDÓ SEGURO

RN: Polícia prende 5 envolvidos com tráfico e mortes

COMENTÁRIOS NEGATIVOS

Paula Fernandes rebate críticas de Juntos e Shallow Now

ESPETÁCULO

Mossoró inicia montagem do cenário do "Chuva de Balas"

comentários