Geral

SEM FIANÇA

Motorista que provocou acidente que matou rainha do carnaval vai continuar preso

Oficial de justiça que provocou acidente passou por audiência de custódia

Por Heilysmar Lima / Cláudio Oliveira

20 de maio de 2019 | 15:03

Josias Teixeira, é oficial de justiça no RN. Foto: Reprodução

O oficial Josias Teixeira, de 63 anos, que, embriagado, provocou o acidente de trânsito que matou a dançarina Gislâne Cruz, de 26 anos, no ‘Prolongamento da Prudente de Morais’, nesse domingo (20), vai permanecer preso enquanto aguarda julgamento. A decisão foi dada em audiência de custódia na tarde desta segunda-feira (20).

Ele está sendo encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP), em Candelária, onde ficará a disposição do sistema.

Em entrevista, Josias disse que havia tomado um remédio controlado e bebido cerveja. No teste de etilômetro, a ingestão de álcool ficou comprovada. No momento do acidente, o motoristas teria entrado na contramão com seu carro, modelo ‘Sandero’, e colidido de frente com um ‘Ônix’ que estaria a serviço de um aplicativo de transporte, que capotou. Gislâne era a passageira. Outras três pessoas ficaram feridas.

Após passar pelo hospital, Josias foi levado para a delegacia para responder por homicídio, conforme o artigo 302 do Código de Trânsito Brasileiro, que trata dos casos de embriaguez ao volante e morte no trânsito.

RECOMENDAMOS

TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO

RN combate evasão escolar com Inteligência Artificial

SOM SEM PLUGS

Campanha arrecada instrumentos musicais para projeto

LUTA PELA VIDA

Esposa de Gugu desmaia ao saber da gravidade do caso

SAÚDE EM ALERTA

Pais precisam controlar consumo de açúcar das crianças

ACORDO DE COOPERAÇÃO

BNB e Sebrae querem ampliar pequenos negócios no NE

EM OUTUBRO

RN: Índice de geração de empregos é o 2º maior do país

CONSÓRCIO NORDESTE

Governadores do Nordeste encerram missão na Europa

NOVO CASAL

Caio Castro apresenta Grazi Massafera como namorada

comentários