Geral

CADEIA PÚBLICA

Motorista que provocou morte de Gislâne vai ficar preso em Ceará-Mirim

Josias Teixeira foi encaminhado para a prisão logo após a audiência de custódia

Por Redação

20 de maio de 2019 | 17:26

Logo após ter a prisão preventiva definida em audiência de custódia, o motorista Josias Teixeira de Melo, de 63 anos, responsável pela morte da professora e rainha de carnaval, Gislâne Cruz, foi encaminhado para a Cadeia Pública de Ceará-Mirim, na Região Metropolitana de Natal. A transferência foi confirmada pela Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc) ao portalnoar.com.br.

De acordo com o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), ele vai ficar preso por tempo indeterminado “até a instrução e julgamento do processo e, em sendo acolhida a tese do MPRN, deverá ser submetido ao júri popular”, informou.

Na audiência, o acusado admitiu que essa não tinha sido a primeira vez que se envolveu em acidente pelo mesmo motivo. “O autuado afirmou que já destruíra anteriormente outro veículo na mesma situação, mas ‘por sorte’ atingiu apenas uma árvore”, trouxe o texto da decisão.

Além disso, o magistrado entendeu que “necessidade da manutenção da prisão preventiva para a garantia da ordem pública exclui a possibilidade da substituição da segregação por outras medidas”, já que o caso tomou grande repercussão pública.

RECOMENDAMOS

SEMIABERTO

Ex-governador Fernando Freire deixa a prisão

CONDENADO

Pedreiro que matou menina Iasmin pega 31 anos de prisão

PROTEÇÃO

Preocupação com segurança de dados é a maior em 10 anos

EXPECTATIVA

Lei da Microempresa deve gerar empregos,diz Álvaro Dias

QUINTO CONSTITUCIONAL

OAB realiza sabatina com os 23 candidatos ao TRT21

EXPLICAÇÕES

Moro nega existência de acordo para assumir vaga no STF

OTIMISMO

Lei dará "condições especiais" às microempresas, diz CD

TV NO AR

Veja propostas de Marisa Almeida na eleição do Quinto

comentários