Geral

CRIME DESVENDADO

Mulher e amante tramaram morte de servidor da Caern para ficar com seus bens, diz Polícia

Marcos Antônio foi sequestrado e morto a tiros no ano passado

Por Redação

11 de abril de 2019 | 14:26

Brena Katuana e Ivan Vicente, conhecido por “Junior Cabeça”. Divulgação PC

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte revela que desvendou o assassinato de Marcos Antonio Braga Ponte, 60 anos, que era funcionário da Companhia de Águas e Esgotos do Estado (Caern), em setembro passado. Segundo investigações da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a companheira dele, Brena Katuana da Silva, 32 anos, planejou o crime junto com seu amante Ivan Vicente Ferreira Junior, 32 anos, conhecido por “Junior Cabeça”, 32 anos, para ficar com os bens da vítima. Pessoas próximas a Júnior também ajudaram.

Júnior Cabeça e Tomás Jorge

Júnior Cabeça e Tomás Jorge

A elucidação do crime é resultado da Operação Aleivosia que conseguiu prender, nesta quinta-feira (11), Júnior Cabeça e Tomás Jorge da Silva Emiliano. Aleivosia é sinônimo de traição e deslealdade. Além dos mandados de prisão dos dois, cumpridos em Natal e Parnamirim, foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão nas casas dos suspeitos, entre estes, na casa de Bruna, onde encontraram papelotes de cocaína e balança de precisão.

Brena Katuana e Marcos Antônio

Brena Katuana e Marcos Antônio

As investigações da Polícia Civil descobriram que Ivan, o amante, é suspeito de ser traficante de drogas, com atuação na comunidade do Japão, Zona Oeste de Natal. “Brena e Ivan articularam a execução da vítima, contando com a colaboração de outros coautores, moradores do bairro das Quintas, região onde Ivan Junior atua diretamente na atividade de tráfico de drogas”, detalhou o delegado Matheus Barbosa Trindade.

Apesar da constatação de que a mulher planejou o assassinato com o amante, ela não foi presa, mas responderá a um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), pelo crime de uso de droga para consumo pessoal. Na casa de Tomás Jorge, os policiais cumpriram um mandado de busca e apreenderam duas armas e 270 munições de calibre ponto 40.

O funcionário da Caern, Marcos Antonio Braga, foi sequestrado no dia 21 de setembro de 2018, quando saía de um bar localizado à Avenida Alexandrino de Alencar, bairro do Alecrim, Natal. Minutos depois, a vítima foi executada com diversos disparos de arma de fogo, na Rua São José (uma estrada de terra), zona rural, distrito de Manguabeira, Macaíba.

RECOMENDAMOS

EVENTO

Palestra discute situação do Instituto Santos Dumont

BALANÇO

Saldo de empregos tem pior mês de março desde 2016

PRAZO ACABANDO

Mais de 320 mil ainda não pagaram o IR de 2019 no RN

SUSTO!

Moradores confundem fogos com alerta de evacuação

BENZA DEUS!

Cauã Reymond posta foto sexy e tamanho choca seguidores

'DESERTO'

Pregão que Estado usaria para pagar servidores fracassa

MAIS TEMPO

Emissão de RGs terá horário ampliado no RN

TRÂNSITO SEGURO

STTU leva a campanha Maio Amarelo ao Mercado Bem-Te-Vi

comentários