Geral

ATENDIMENTO ESTENDIDO

Municípios poderão manter postos de saúde abertos por mais tempo

Governo poderá até dobrar recursos para cidades interessadas

Por Redação

16 de maio de 2019 | 15:47

Unidade de Saúde da Família no Tirol, em Natal. Foto: Wellington Rocha/arquivo/PortalNoAr

A partir de agora, os municípios que ampliarem o horário de atendimento à população nas Unidades de Saúde da Família (USF) passam a receber mais recursos do Governo Federal. Os repasses podem chegar a dobrar de valor, dependendo da disponibilidade de equipes de Saúde da Família e Bucal e do horário de funcionamento das unidades, que pode variar entre 60h e 75h semanais.

As USF precisam estar de portas abertas no horário de almoço e à noite, podendo também abrir aos finais de semana. Para participar do Programa Saúde na Hora, os gestores municipais já podem solicitar adesão de suas unidades.

No Rio Grande do Norte, o Ministério da Saúde estima que das 1.041 UFS em funcionamento, 20 estariam aptas a participar do novo programa por já possuírem 3 ou mais Equipes de Saúde da Família, o que é pré-requisito para adesão à ampliação do horário de atendimento à população. Os municípios aptos a participar do Saúde na Hora são Natal, Parnamirim, Mossoró e Luís Gomes.

A iniciativa irá permitir que a população tenha maior acesso aos serviços da Atenção Primária, como consultas médicas e odontológicas, coleta de exames laboratoriais, testes de rastreamento para Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), triagem neonatal, aplicação de vacinas, acompanhamento pré-natal, entre outros procedimentos.

O incremento nos repasses dependerá da quantidade de equipes e do modelo de ampliação de cada unidade.

As USFs que ampliarem de 40 para 60 horas, sem atendimento odontológico, receberão um incentivo de adesão de R$ 22,8 mil. Caso tenham atendimento de saúde bucal, o incentivo sobe para R$ 31,7 mil. Já as unidades que atendem pelo período de 75 horas semanais e fazem atendimento de saúde bucal receberão um incentivo de adesão de R$ 60 mil. Quanto ao financiamento das USFs, os repasses terão aumentos que variam de 106,7% a 122%.

A previsão é de que, em 2019, o programa represente um aumento de R$ 150 milhões no orçamento das unidades, para atender cerca de 1 mil unidades – número que, segundo o ministro, pode ser ampliado para 1,3 mil em 2020; 1,7 mil em 2021; e 2 mil em 2022.

RECOMENDAMOS

NOVA APOSENTADORIA

Previdência: texto alternativo foi ruído de comunicação

ESTÁ PRESO

Motorista que matou Gis diz que nem lembra do acidente

ALERTA SPOILER!

Emilia Clarke ficou espantada com roteiro final de GOT

GRANDE NATAL

Foragido da Justiça morre durante operação policial

PROPOSTA

Conselhos fazem projeto para impedir suicídios na Ponte

ACABOU?

Jorge e Matheus apagam conta no Instagram

NÚMEROS

Exportações do RN cresceram 26% nos primeiros 3 meses

AÇÃO POPULAR

Vereador e deputado querem anular diferença na tarifa

comentários