Brasil e Mundo

NA ETIÓPIA

“Não há sobreviventes”, diz empresa aérea sobre acidente

Avião caiu com 157 pessoas após decolar

Por Agência Estado

10 de março de 2019 | 09:55

O CEO da Ethiopian Airlines, Tewolde Gebremariam, confirmou que não há sobreviventes no acidente aéreo que envolveu uma aeronave da empresa na manhã deste domingo (10). “Ele manifesta suas profundas condolências às famílias e entes queridos de passageiros e tripulantes que perderam a vida neste trágico acidente”, disse a companhia em uma publicação em rede social. Segundo a companhia aérea, 149 passageiros e oito membros de tripulação estavam a bordo do avião modelo Boeing 737 que caiu logo após a decolagem.

O avião se deslocava da capital etíope Adis Abeba a Nairóbi, capital do Quênia. Um porta-voz da Ethiopian Airlines afirmou que as vítimas teriam 33 nacionalidades. Entre os mortos, estão 32 quenianos e 17 etíopes, de acordo com informações da empresa. Até o momento, não há informações sobre a lista de passageiros e membros da tripulação. Familiares de passageiros aguardam informações no aeroporto de Bole.

Ainda não foram divulgadas as causas deste acidente com o avião modelo Boeing 737. O operador de tráfego aéreo do país disse que a aeronave apresentou velocidade vertical instável após a decolagem e que a visibilidade parecia estar clara.

A Ethiopian Airlines confirmou que a aeronave caiu seis minutos depois de decolar do aeroporto internacional de Adis Abeba às 8h44 (horário local, 2h44 em Brasília), na altura da cidade de Bishoftu, informou em comunicado. A empresa disse ainda que o avião era novo e que foi incorporado as suas operações em novembro do ano passado.

O Escritório do primeiro-ministro etíope, Aby Ahmed, expressou “suas mais profundas condolências às famílias daqueles que perderam seus entes queridos. Ele considera que a queda tenha deixado vários mortos”, segundo lamentou via Twitter. O presidente do Quênia, Uhuru Kenyatta, disse que muitos quenianos “se preparam para o pior”.

O avião, com número de voo ET302, tinha previsto aterrissar no aeroporto internacional de Nairóbi Jomo Kenyatta às 10h25 local. (Equipe AE com Agências Internacionais)

RECOMENDAMOS

SAÍDAS VOLUNTÁRIAS

Bolsa Família: Mais de 11 mil pediram desligamento

RECUSOU

Eleita Miss Bumbum, Pabllo Vittar critica título

TRANSPORTE INTERMUNICIPAL

Motoristas adiam para terça-feira decisão sobre greve

TOPO DO PÓDIO

Esgrima: Brasileira leva ouro e faz história no Mundial

NORMAS SANCIONADAS

RN teve quase 100 novas leis no primeiro semestre

RESSOCIALIZAÇÃO E PREVENÇÃO

Presas do João Chaves recebem atendimento médico

INCLUSÃO

Bolsonaro anuncia inclusão de autistas no Censo 2020

RECURSO NEGADO

TRE-RN mantém Lava Jato no RN na Justiça Federal

comentários