Esportes

SURFE

Potiguar Ítalo Ferreira ganha etapa de Gold Coast e sai na frente por vaga em Tóquio-2020

Brasileiros melhores colocados vão para a Olimpíada de Tóquio

Por Estadão Conteúdo

8 de abril de 2019 | 06:37

O brasileiro Ítalo Ferreira faturou neste domingo o título da etapa de Gold Coast do Circuito Mundial de Surfe, que abriu o calendário da elite da modalidade em 2019, e de quebra largou na frente na disputa por uma vaga na Olimpíada de Tóquio-2020. Os dois primeiros surfistas do País mais bem colocados no circuito ao término das competições deste ano vão assegurar um lugar no Japão, que marcará a estreia deste esporte em uma edição dos Jogos Olímpicos.

Com uma virada conquistada no finalzinho da decisão que travou com o norte-americano Kolohe Andino, ele garantiu o troféu ao triunfar com a apertadíssima vantagem de 12,57 a 12,43 sobre o adversário na Praia de Durambah, na Austrália, palco do evento encerrado na manhã desta segunda-feira no horário local.

“Foi inacreditável. Eu treino muito e agora eu consegui a minha primeira vitória no ano. A temporada começou!”, comemorou Ítalo logo após triunfar em Gold Coast, onde abriu este dia final de disputas da competição superando o australiano Wade Carmichael por 11,07 e 9,77 nas quartas de final e depois passou pelo sul-africano Jordy Smith na semifinal por 15,33 a 14,67. “Que bom começar com o pé direito a temporada e vamos seguir em frente”, reforçou.

Manobra que garantiu a vitória (Foto: WSL/Cestari)

Antes de cair diante do grande vencedor na Austrália, Smith havia eliminado o brasileiro Gabriel Medina, atual campeão mundial, nas quartas de final, por 13,17 a 9,23 na soma das notas dadas pelos juízes. Em outro dois duelos desta fase, o havaiano John John Florence avançou ao superar o norte-americano Conner Coffin (11,00 a 10,56) e Kolohe Andino eliminou Seth Moriz, também do Havaí, por 12,33 a 11,47.

Para ganhar o direito de enfrentar Ítalo na final, Andino passou por Smith pela apertada vantagem de 9,23 a 8,96. E na decisão o norte-americano se viu perto de ganhar o título ao conseguir as duas melhoras notas desta bateria até pouco antes do término, ao receber 5,93 e depois 6,50 dos juízes, somando então 12,43.

Ítalo tinha 5,50 na melhor de suas notas até ali, mas, a dois minutos do fim, conseguiu pegar uma ótima onda, finalizou a sua performance com uma bela manobra de rotação e recebeu um 7,07 dos árbitros para somar os 12,57 que lhe asseguraram o título.

Na disputa feminina da etapa de Gold Coast, a norte-americana Caroline Marks, de apenas 17 anos, superou a havaiana Carissa Moore na final para ficar com o título.

RECOMENDAMOS

MANIFESTAÇÃO

Policiais e bombeiros realizarão protesto nesta terça

PREOCUPAÇÃO

Chuva deixa outra ponte no interior sob risco de cair

ACIDENTE ANIMAL

Motoboy atropela jumento e os dois ficam feridos

TRAGÉDIA

Incêndio na Notre-Dame completa uma semana

NOVA GESTÃO

Humorista vence eleição presidencial na Ucrânia

TERROR

Número de mortos em ataques no Sri Lanka sobe para 290

FIM DE FESTA

PM acaba com festa de facção na zona Oeste de Natal

PREVISÃO DO TEMPO

RN deve ter mais chuva nos próximos dias

comentários