Geral

DENGUE NÃO

Prefeitura de Natal lança aplicativo para reforçar combate à Dengue

Ferramenta tem dicas, instruções, jogos e mapas interativos sobre arboviroses

Por Redação

21 de agosto de 2019 | 11:16

Foto: Agência Brasil

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal lançou um aplicativo para reforçar o combate ao mosquito transmissor da dengue. A ferramenta “Dengue Não” foi lançada na Campus Party, que aconteceu no último fim de semana, na capital potiguar.

O usuário do aplicativo tem acesso a recomendações sobre os mitos e verdades da dengue e pode checar recomendações de boas práticas para não facilitar a reprodução do Aedes aegypti. Além disso, a aplicativo conta com espaço para notificações de casos de dengue (com mapa interativo, espaço para denúncia e Ranking Dengue Não) e com Boletim das Arboviroses (doenças causadas pelo mosquito). Outras funções do aplicativo são os jogos educativos para diversas faixas etárias e espaço para conhecer e registrar seus sintomas.

Dentro do app, existe um ranking com pontuação e premiação para os usuários que usam a ferramenta. Para a criação do programa, a Secretaria de Saúde envolveu setores com representantes das pastas de Promoção à Saúde, Saúde Bucal, Saúde da Criança, Saúde da Família, Departamento Vigilância em Saúde, o Centro de Controle de Zoonose, Assessoria de Planejamento, secretários adjuntos e o próprio secretário municipal de Saúde, George Antunes.

Para o coordenador de saúde bucal e do programa Saúde na Escola, Rodolfo Lira, “o ‘Dengue Não’ é uma estratégia de interação ágil, acessível e com potencial de capilaridade”. Ele afirma que “o aplicativo é bem recente e continuará sendo aperfeiçoado e a inovação que essa ferramenta traz pode ser trabalhada de muitas formas pela saúde. Acho muito relevante a criação dessa ponte de interação e colaboração ágil e acessível da população com a gestão. Agora, nós partiremos para trabalhar esse app com a população, usando nas escolas e em ações da Prefeitura do Natal, como o Participa Natal. Estamos montando um planejamento para premiar os cidadãos destaques com honra ao mérito no combate do Aedes. Esses dados de sintomas irão nos ajudar a predizer surtos e agilizar o atendimento dos usuários”.

Como usar

Depois de um cadastro inicial, se o usuário identificar focos de dengues em terrenos baldios ou em sua caixa d’água, por exemplo, ele deve ir no espaço “notifique” e inserir o endereço do local atingido enviando uma fotografia juntamente com os dados. Estas informações vão para um mapa interativo dentro do aplicativo. Dentre 7 a 15 dias o problema será apurado e resolvido. Também há a possibilidade de informar sintomas suspeitos de dengue e receber orientação quanto à procura de uma unidade de saúde.

O aplicativo “Dengue Não” já está disponível para aparelhos móveis com sistema operacional Android e futuramente também estará disponível para IOS. Existe também a possibilidade de acessar o aplicativo por computadores em sua versão Web, mas sem a opção de jogos. Para baixar o aplicativo, basta acessar o link Applink.com.br/colabore_natal.

RECOMENDAMOS

RISCO PARA ECONOMIA

Indústria do sal aponta prejuízos de portaria do ICMBio

DE SAÍDA

No último dia, Dodge contesta decisões de Bolsonaro

INCÊNDIO FLORESTAL

Bombeiros neutralizam mais focos de incêndio em Patu

PREVIDÊNCIA

PMs podem integrar reforma de militares

NOITE DE TERROR

Homens rendem vítimas e fazem arrastão em casa

PREVENÇÃO

Vacina da dengue está na última fase de testes

FIM DA GREVE

Paralisação parcial dos Correios é suspensa

FORÇA TAREFA

Bombeiros reforçam combate a incêndio em Patu

comentários