Geral

PROTEÇÃO

Prefeitura lança campanha que incentiva denúncias de violência contra a mulher

Foco da campanha é chamar a atenção para importância da denúncia

Por Redação

8 de março de 2019 | 09:20

A Prefeitura do Natal lança nesta sexta-feira (08) a Campanha “Você pode mudar isso. O que te impede?”, que tem como objetivo sensibilizar a população a reconhecer e, principalmente, denunciar qualquer tipo de violência contra a mulher.

Isso porque, segundo um levantamento do Datafolha, encomendado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, no ano passado, 16 milhões de mulheres acima de 16 anos sofreram algum tipo de violência. A pesquisa mostra ainda que 76% das mulheres vítimas de violência conheciam o agressor. Ele era o marido, um ex-namorado, um vizinho… E quando perguntadas o que fizeram depois da agressão, mais da metade respondeu: nada. Um dado que revela como é difícil quebrar o silêncio.

“Resolvemos aproveitar o mês de março que é o mês da mulher para fazer essa campanha convocando as pessoas a denunciarem a violência contra a mulher que na maioria dos casos acontece dentro de casa. Os dados da pesquisa mostram que mais de 76% dos agressores são homens próximos às mulheres que muitas vezes têm dificuldade de denunciar essa situação, mas não é possível a sociedade aceitar esse tipo de atitude como algo normal ou natural, é preciso que haja a conscientização”, diz o prefeito Álvaro Dias.

O foco da campanha é chamar a atenção para importância da denúncia em casos de violência física, psicológica, moral ou outra. “Mais do que enaltecer a mulher, a data do 8 de março surgiu como marco na luta pela igualdade de gênero, mas os números da pesquisa divulgada recentemente mostram que o feminicídio ainda é um problema grave no Brasil e por isso decidimos por essa campanha de conscientização de que qualquer pessoa pode e deve denunciar os casos de violência contra a mulher”, afirma o secretário de Comunicação, Heverton de Freitas.

Como denunciar

Os cidadãos que verificarem situações de violência contra a mulher devem denunciar através do Ligue 180 – Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência. Esse é um serviço de utilidade pública gratuito, confidencial (preserva o anonimato) e funciona 24 horas, todos os dias da semana, inclusive finais de semana e feriados,

O Ligue 180 tem por objetivo receber denúncias de violência, reclamações sobre os serviços da rede de atendimento à mulher e de orientar as mulheres sobre seus direitos e sobre a legislação vigente, encaminhando-as para outros serviços quando necessário.

Suporte para o enfrentamento à violência contra a mulher

Em Natal, as mulheres que precisarem de suporte para o enfrentamento à violência podem contar com o serviço prestado pelo Centro de Referência da Mulher Elizabeth Nasser, que dispõe de atendimento psicossocial. As que estão sob ameaça de morte em decorrência da violência doméstica e familiar podem contar com os serviços da Casa Abrigo Clara Camarão, juntamente com seus dependentes. Elas permanecem abrigadas em caráter sigiloso até que as medidas protetivas sejam deferidas e possam retomar suas rotinas com segurança.

Centro de Referência da Mulher Elizabeth Nasser

Av. Bernardo Vieira, 2280 (próximo à sede da SEMTAS)

Telefones: 3232.4875, 3661.8332 e 0800.281.8000

RECOMENDAMOS

INVESTIGAÇÃO

Polícia pega um dos suspeitos de matar moradora de rua

MODA

Desfile do SENAI fala da comunicação através da moda

LEIA NOTA

Fátima diz que respeita lei que concede 13º a deputados

NOTA DA AL

Deputados têm 13º e 1/3 de férias como todo servidor

RECONHECIMENTO

FIERN recebe prêmios por atuação na educação e cultura

É OURO

Vôlei de praia: Ana Patrícia e Rebecca levam o título

TELECOMUNICAÇÕES

Anatel inicia bloqueio de celulares irregulares no RN

NA LIDERANÇA

América atropela Palmeira fora de casa pelo Estadual

comentários

ANUNCIE JÁ!

RUA DESEMBARGADOR BENÍCIO FILHO, N° 465 PETRÓPOLIS CEP: 59014-470

PABX:

2020-1200

REDAÇÃO:

2020-1200

COMERCIAL:

2020-1200

FALE CONOSCO

Nome
TELEFONE
E-MAIL