Geral

INOVAÇÃO E TECNOLOGIA

Projeto do Parque Tecnológico do RN é apresentado na Casa da Indústria

Iniciativa é destinada ao desenvolvimento de ciências, tecnologia, empreendedorismo e inovação

Por Redação

16 de abril de 2019 | 09:42

O desenvolvimento tecnológico e inovação no estado ganham maior impulso com a instalação do Parque Tecnológico do Rio Grande do Norte. O projeto – que reúne academia, poder público e setor produtivo – foi apresentado em reunião com o presidente da FIERN, Amaro Sales, a reitora da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz, o secretário de desenvolvimento econômico, Jaime Calado, e o superintendente do Sebrae/RN, Zeca Melo. O encontro aconteceu na noite desta segunda-feira (15), na Casa da Indústria.

O Parque Tecnológico é destinado a formação, apoio e desenvolvimento de ciências, tecnologia, empreendedorismo e inovação estimulando a sinergia entre os três setores envolvidos. Entre as áreas temáticas de atuação estão saúde e energias (eólica, solar fotovoltaica, biocombustíveis, biomassa e petróleo).

Para o presidente Amaro Sales, é importante que as entidades se reúnam na construção de um ambiente mais inovador, que permita o uso e desenvolvimento de novas tecnologias, o aperfeiçoamento de novos produtos e processos, além de pesquisa aplicada à indústria. “Esta parceria visa o desenvolvimento do nosso estado, para termos empresas mais conectadas com a quarta revolução industrial, desenvolvimento de tecnologia, pesquisa, inovação para impulsionar a economia do estado”, disse.

A reitora Ângela Paiva explicou que foi firmado protocolo de intenções com as instituições de ensino e pesquisa e que o governo do Estado garantiu o apoio do Banco Mundial ao projeto. “Temos a tríplice aliança comprometida com o projeto do parque tecnológico do RN. Um momento muito importante em que vemos o estado, a academia, classe empresarial e setor produtivo dando as mãos para que tenhamos as empresas trazendo suas demandas e a universidade vindo para dentro das indústrias, das empresas para gerar soluções”, observa a reitora.

O secretário Jaime Calado também destacou o potencial das energias renováveis e a produção de petróleo off shore do Estado como fator estratégico para o crescimento econômico potiguar. Essas atividades, segundo ele, saem ainda mais fortalecidas com a atuação do CTGAS/ISI Energias Renováveis e, agora, com o projeto do Parque Tecnológico. “Toda vez que a academia se uniu as empresas a humanidade cresceu”, concluiu.

A apresentação do projeto ficou a cargo do Diretor do Parque Tecnológico  Anderson Cruz. Da FIERN, participaram o superintendente do SESI/RN, Juliano Martins, o diretor executivo do CTGAS-ER, Rodrigo Diniz Melo, e o superintendente de Relações Institucionais, Hélder Maranhão.

A discussão e exposição de propostas contou ainda com representantes das demais entidades parceiras, do IFRN, Marcos Antônio de Oliveira, da UERN, Francisco Dantas Melo, da Fapern, Gilton Sampaio, da UFRN, o pró-reitor de Pesquisa Jorge Falcão, o secretário de projetos Josué Victor, além de  gestores e assessores técnicos das entidades.

RECOMENDAMOS

OESTE POTIGUAR

Mutirão de emissão de documentos chega em Apodi

ESTATÍSTICA

RN tem frota superior a 1,3 milhão de veículos

CAPACITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO

Senai-RN abre mais de 1.700 vagas gratuitas

CONHECIMENTO DELICIOSO

Festa junina é aula de gastronomia e história

DESAFIOS DO DIA A DIA

Papel das micro empresas sé tema de seminário da CNI

LDO 2020

Emendas preveem 1º Centro de Exame por Imagem de Natal

LOTERIA

Mega-Sena sorteia R$ 6,2 milhões nesta quarta-feira

INTEGRAÇÃO SOCIAL

Saque do abono salarial do PIS 2018/2019 vai até sexta

comentários