Cotidiano

#PARTIU

PROTESTE dá dicas para a viagem de férias dar certo

Planejar gastos, distância e tempo é essencial

Por Agência Estado / Dino Divulgador de Notícias

15 de dezembro de 2018 | 07:06

Talvez as viagens de final de ano sejam as mais esperadas pelos brasileiros. No entanto, é preciso planejamento para que elas saiam como previsto e sem terminar em verdadeiro um desequilíbrio no orçamento logo no início do ano. A PROTESTE, associação de consumidores, alerta que é fundamental privar-se de algumas despesas supérfluas meses antes e tentar poupar dinheiro. Assim, mesmo R$ 100 ou R$ 200 poupados podem ajudar a chegar ao valor necessário para poder curtir outra cidade, seja sozinho ou com a família.

Ainda se tratando de planejamento, a associação afirma que pesquisar antecipadamente os aspectos que envolvem o seu roteiro de viagem pretendido é essencial. Quanto mais tempo se tem até a viagem, mais chances de encontrar melhores preços para a maioria das despesas.

No entanto, se a decisão for de última hora, é preciso cautela ao escolher viagens e/ou passeios, evitando gastar mais do que o orçamento permite. Afinal, as pequenas escolhas são capazes de colocar em risco a estabilidade financeira da família. Veja as demais dicas da PROTESTE:

– Visto que a internet tem grande alcance e influência sobre os consumidores, as companhias tendem publicar promoções em suas redes sociais. Por isso, quem deseja viajar precisa estar atento aos perfis das companhias aéreas, bem como aos aplicativos, pois também trazem esses alertas;

– Estabelecer uma média diária de gasto durante a viagem e respeitar o limite estipulado evita que as contas saiam do controle. É importante lembrar que, quanto mais longa for a viagem, maiores serão os custos;

– Ainda que a distância seja curta, é preciso colocar os custos com carro e avião na ponta do lápis. Ir de carro nem sempre sai mais em conta, pois há gastos com gasolina, lanches e pedágios;

– Se o consumidor optar por contratar uma agência de viagens, é essencial exigir todas as informações dos pacotes por escrito (depois de fechar o pacote, o ideal é guardar também por escrito tudo o que foi prometido pela empresa);

– Além disso, também é preciso guardar o contrato e os comprovantes de todos os pagamentos feitos e manter os folhetos de propaganda. Esses são documentos importantes a serem apresentados na Justiça, em caso de problemas com a agência;

– Uma outra dica fundamental é pesquisar sites de avaliações de viagens e destinos e procurar comentários mais recentes de turistas que tenham passado pela mesma experiência que você pretende passar. Assim, será mais fácil prever o custo de um passeio, o que esperar e o que evitar durante a viagem.

Caso o consumidor tenha alguma dúvida, basta entrar em contato pelo telefone (21) 39063980. Website: http://www proteste.org.br/

RECOMENDAMOS

PROPOSTAS DE MODERNIZAÇÃO

Fiern participa de seminário sobre Reforma Tributária

IGUALDADE

Fórum cobra antecipação do 13º de 2019 para todos

OUTRA REALIDADE

Diretoria da Caern recebe salários de até R$ 71 mil

TRÁFICO DE DROGAS

Mourão classifica militar preso como 'mula qualificada'

"DEUS FOI GENEROSO COM A GENTE"

Huck mostra como ficou crânio do filho após acidente

BOM PARA TODO MUNDO

Parceria facilita a emissão de novos RG's no RN

NEGÓCIOS

Fiern participa de seminário promovido pela CNI

POR INICIATIVA POPULAR

CCJ do Senado aprova projeto de abuso de autoridade

comentários