Geral

MOBILIZAÇÃO

Protesto na Redinha defende manutenção de emenda para terminal turístico

Ato reuniu lideranças municipais e moradores contra decisão da bancada federal de cortar recursos para obra na zona Norte

Por Redação

7 de abril de 2019 | 07:30

O Mercado da Redinha, zona Norte de Natal, foi palco de um ato público nesse sábado (6), em defesa da emenda coletiva de R$ 24 milhões que teriam como destino o novo terminal turístico do local. O prefeito Álvaro Dias, vereadores, deputados estaduais e moradores da região participaram da mobilização.

Pelo projeto inicial, seria construído um deck, efetuada a reforma do mercado, construção de quiosques para venda de comidas típicas, centro de artesanato, entre outros. Mas, devido a necessidade de um corte de 21,6% nas emendas, a bancada federal do RN optou por retirar quase a totalidade da verba do Terminal.

Com isso, houve uma mobilização de toda a sociedade para que seja revista a decisão. Participaram do ato os vereadores Robson Carvalho, Dickson Jr., Ranieri Barborsa, Divaneide Basilio, Felipe Alves, Preto Aquino, Kleber Fernandes e Dinarte Torres. Além deles, os deputados Eudiane Macedo e Ubaldo Fernandes; secretários municipais, lideranças comunitárias, além de centenas de pessoas. Todos reivindicando a revisão da decisão da bancada federal.

O prefeito Álvaro Dias, um dos idealizadores do ato, destacou o desejo da população em receber a obra, além dos benefícios que ela poderá trazer à região. “A presença do povo neste ato mostra a importância do projeto para a população natalense. O turismo é uma das nossas principais fontes de renda, além de ser democrática, pois ganha desde o vendedor ambulante ao dono do hotel. Esse Terminal irá melhorar muito a vida dos moradores da região, pois poderá trazer muito mais emprego e renda”.

Em seguida, o chefe do executivo municipal disse do seu esforço diário para construir uma Natal cada vez melhor. “Meu sonho é desenvolver Natal, mudar essa cidade, fazer esse Terminal Turístico, melhorar o plano Diretor, calçar ruas, trazer mais saúde e segurança para toda a população. E não descansarei um dia sequer em busca da realização dele.”

Durante o ato que reuniu numerosas pessoas da comunidade da Redinha, o prefeito chamou a atenção para a ausência de emendas coletivas da bancada federal em benefício de Natal. “Todos os anos, a bancada federal tem direito a emendas individuais e coletivas. Há muito tempo, essas emendas coletivas são destinadas apenas a obras no interior do Estado. E eu pergunto: a capital do estado do Rio Grande do Norte não merece a atenção de nossa bancada federal? Se eles virarem as costas pra Natal, Natal deve virar as costas pra eles.”, enfatizou.

População também protestou contra a decisão

Situação

Inicialmente, R$ 24 milhões estavam disponíveis para a obra na Redinha. Esse valor baixou para R$ 1 milhão e gerou a reação de deputados estaduais, da Prefeitura e vereadores da capital. Na sexta-feira (5), em nota, a bancada federal anunciou um reajuste no montante, que subiu para R$ 8,5 milhões.

RECOMENDAMOS

TV NO AR

Veja propostas de Marisa Almeida na eleição do Quinto

PODEROSA!

"Hoje sou bem comida e amada", diz Xuxa aos 56 anos

MUDANÇA

Ubaldo Fernandes se desfilia do PTC

INVESTIMENTO

Natal: Espaço cultural Ruy Pereira será revitalizado

PARCERIA

Caixa firma acordo com Comitê Paralímpico

PEQUENOS NEGÓCIOS

Sebrae recebe com otimismo Lei Geral das Microempresas

CCJ DO SENADO

Moro: Caso é absolutamente diferente de áudios de Dilma

AUDIÊNCIA PÚBLICA

Comissão debate benefícios da campanha Nota Potiguar

comentários