Geral

ORIENTAÇÃO

Retirar tampas de bueiros durante chuvas gera alagamentos e acidentes

Caern orienta que iniciativa também é considerada crime

Por Redação

3 de abril de 2019 | 15:24

Alagamentos provocados pelas chuvas fazem com que populares retirem a tampa de poços de visita da rede de esgoto para escoar água. Este tipo de atitude pode provocar sérios acidentes, inclusive fatais. Ao retirar a tampa estão sendo gerados dois problemas sérios. O primeiro é a possibilidade de quem retirar a tampa ser sugado para dentro do poço de visita e colocar outras pessoas em risco. Além disso, a rede de esgoto não foi dimensionada para receber água de chuva. Desta forma, ao abrir o poço de visita existe um grande risco da tubulação romper e provocar vazamento de esgoto. Assim como, pode provocar o retorno de esgoto para os imóveis.

A recomendação da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) é que a população não mexa em quaisquer que sejam os equipamentos do sistema que ela opera. Como é um sistema com muitas especificidades técnicas o ideal é manter distância destes equipamentos. O chefe da Unidade de Manutenção de Esgoto da Natal Sul, Ewerton Siqueira, lembra que a retirada de tampa não deve ser feita nem mesmo em tempo de estiagem. “Dentro da rede de esgoto existe gás, insetos, é um ambiente insalubre. A população não deve, em nenhuma hipótese, interferir no sistema da Caern”, ressalta.

O sistema de esgoto está em área pública, mas ele pertence a Caern, desta forma, quem for flagrado praticando o dano pode ser enquadrado no crime contra o patrimônio público. Ewerton lembra que em locais que não possuem drenagem para escoamento da água da chuva sabe-se que existe uma tendência para populares abrirem as tampas dos poços de visita. Nas Zonas Sul, Leste e Oeste de Natal são cerca de 6 mil poços de visita. A retirada de tampas da rede de drenagem também é tão perigoso quanto a retirada da tampa do sistema de esgoto. A população não deve interferir nestes sistemas.

Sistemas de esgoto e drenagem

O poço de visita é parte do sistema de esgotamento sanitário de uma cidade. Usado para inspeção e manutenção da rede de esgotos da Caern, geralmente está localizado no meio das ruas e avenidas. Dimensionado para receber apenas efluentes e dejetos domésticos (pia, torneira, descarga e máquina de lavar). Já o bueiro ou “boca de lobo” é parte do sistema de drenagem da Prefeitura, um receptor de água de chuva localizado junto às calçadas. Em 21 de março de 2015, um morador de Mãe Luiza, foi sugado pela tubulação ao remover a grade da rede de drenagem na rua Atalaia.

Para conviver bem com os sistemas de drenagem e de esgoto é preciso também não jogar lixo na rua para que o mesmo não contribua para entupir a tubulação. Se presenciar a falta de tampa do sistema de esgoto entre em contato com a Caern através do 115.

RECOMENDAMOS

PARCERIA

Caixa firma acordo com Comitê Paralímpico

PEQUENOS NEGÓCIOS

Sebrae recebe com otimismo Lei Geral das Microempresas

CCJ DO SENADO

Moro: Caso é absolutamente diferente de áudios de Dilma

AUDIÊNCIA PÚBLICA

Comissão debate benefícios da campanha Nota Potiguar

INDÚSTRIA

Melhora a confiança do empresário, diz CNI

ACIDENTE REAL

Idosa é atropelada por escolta de William e Kate

OPERAÇÃO CORPUS CHRISTI

Vai viajar no feriadão? PRF dá dicas para viagem segura

PRIMEIRO LUGAR

Equipe de Robótica é recebida pelo diretor do Sesi

comentários