Apresentadores

PRIORIDADES

Sabrina Sato fala sobre desafios de ser mãe: ‘Não é fácil voltar à rotina, estou me reencontrando como mulher’

"Fiquei muito ligada com a maternidade e agora estou buscando o equilíbrio", contou a japa.

Por Redação

16 de maio de 2019 | 17:34

Sabrina Sato e Duda Nagle com Zoe (Foto: Reprodução/ Instagram)

Sabrina Sato agora tem outras prioridades. Seis meses após o nascimento da pequena Zoe, fruto do relacionamento com o ator Duda Nagle, a apresentadora da TV Record resolveu abrir o jogo sobre as mudanças que ocorreram em sua vida pessoal com a experiência da maternidade. Em entrevista ao Universa, a japa comentou sobre os desafios de conciliar a vida de mãe com o trabalho.

“Não é fácil nossa volta como mãe. Não é fácil voltar à rotina. Estou me reencontrando como Sabrina mulher de novo. Fiquei muito ligada com a maternidade e agora estou buscando o equilíbrio. Tenho o apoio de todas as mães. É muito legal. Porque a gente se dedica a maternidade e vive isso o dia inteiro. Eu estou tentando conciliar para não sair do eixo. Mas a gente dá conta, né?”, disse Sabrina Sato.

Além disso, Sabrina garantiu que o foco agora é a amamentação da herdeira. “Eu desisto e volto toda hora para a academia. Não é fácil, porque não dá vontade de treinar, né? Tem filha, trabalho, casa. Mas o exercício é importante para a saúde da bebê também, na amamentação. No segundo mês, eu já tinha perdido todos os quilos que ganhei só amamentando. São 700 calorias a menos. Ela nunca tomou uma gota de água, só o meu peito”, comentou

RECOMENDAMOS

NEGÓCIOS

Pequenas empresas potiguares expõem no EEBA 2019

AVISO

Alerta: Ventos de 61 km/h podem atingir litoral do RN

TRÂNSITO

Natal: Faixas e semáforos priorizar pedestres, diz STTU

PRODUTO CONTROLADO

PF prende homem com 147 kg de produto usado em drogas

ALTERAÇÃO

Eduardo anuncia decreto sobre acordos internacionais

REFORMA TRIBUTÁRIA

Só simplificar sistema não resolve carga de impostos

REBANHO POTIGUAR

Vacinação contra brucelose é estendida até o fim do mês

TRATADO

Painelistas debatem sobre Acordo Mercosul-UE

comentários