Geral

BOVINOCULTURA

Sebrae abre inscrições para programa de melhoramento genético

Novas adesões ao Programa Leite & Genética vão até dia 30 de abril

Por Redação

11 de abril de 2019 | 08:21

Foto: Moraes Neto

Até meados do ano passado, o rebanho bovino do produtor Rogério Maniçoba somava 50 cabeças de gado leiteiro mestiço Gir e Holandês e Pardo Suíço. Em menos de um ano, o bovinocultor vai ampliar o rebanho da fazenda Cazumbá, localizada no município de Alexandria, para 58 animais com um padrão genético melhorado. “Conseguimos obter quatro bezerros macho, dos quais vendemos somente um por R$ 1,5 mil, que é um valor muito bom para um animal de dois meses”, anima-se, na expectativa de que os outros quatro que devem nascer ainda este mês serem fêmeas.

O caso do produtor de Alexandria exemplifica bem o que o Projeto Leite & Genética, desenvolvido pelo Sebrae no Rio Grande do Norte e executado pela equipe técnica do Instituto BioSistêmico (IBS), promove nos currais dos bovinocultores potiguares. A iniciativa torna acessível a utilização por parte de pequenos produtores, e o melhor a um baixo custo, modernas técnicas de reprodução de gado leiteiro ou de corte, como é o caso da inseminação artificial por tempo fixo (IATF) e a avançada fertilização in vitro (FIV). Isso porque o Sebrae subsidia 70% do valor dos procedimentos e o bovinocultor paga apenas 30%.

“É muito válido. No ano passado, compramos um pacote com 30 inseminações e conseguimos prenhezes simultâneas em 17 vacas em dois momentos distintos. O índice de sucesso foi muito alto, tanto que este ano já compramos um pacote com mais 20 inseminações”, garante Rogério Maniçoba, cujo obtivo principal é aumentar a produção de leite na propriedade, que hoje gira em torno de 200 litros por dia. Para isso, ele usou como matriz das inseminações as vacas que têm maior rendimento, aquelas que chegam a produzir até 10 litros de leite por dia.

E é exatamente esse o objetivo do programa do Sebrae, promover o melhoramento genético dos rebanhos potiguares, dando mais competitividade para as pequenas propriedades, que, com melhor desempenho dos animais, têm mais produtividade de leite ou de carne.

Resultados obtidos

De acordo com o gestor do projeto, Acácio Brito, o projeto no Rio Grande do Norte já avaliou mais de 40 mil matrizes e obteve 10 mil bezerros nascidos por meio dessas biotécnicas. Os animais resultantes desses procedimentos têm participado julgamentos e dezenas deles já foram premiados em pistas de julgamento e comercializados em leilões especializados.

Além da parte de reprodução, o projeto oferece ainda todo o suporte técnico da equipe de veterinários do IBS, já que a sanidade interfere diretamente na reprodução. Eles já realizaram 5 mil análises de qualidade do leite e vacinaram mais de mil bezerras contra brucelose. O IBS disponibiliza técnicos e veterinários e uma estrutura de laboratórios móveis – o Vaca Móvel, o Rufião Móvel e o Gene Móvel – que vão até a propriedade e realizam uma série de exames in loco com a assistência de especialistas.

Inscrição e adesão

O Leite & Genética está com inscrições abertas para novas adesões. O prazo vai até o dia 30 de abril e informações podem ser obtidas pelo telefone 84 3616-7853 ou em qualquer ponto de atendimento do Sebrae em Natal e em cidades do interior. É preciso levar documentos pessoais e registro rural, que pode ser o Número de Inscrição na Receita Federal (NIRF), a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) ou Inscrição Estadual de Produtor Rural, para assinatura do termo. Depois de aderir ao projeto, o pecuarista pode adquirir pacotes de procedimentos, cujos valores totais são subsidiados pelo programa Sebraetec, que cobre 70% dos custos do pacote.

Um dos procedimentos que o bovinocultor participante do projeto pode adquirir é a reprodução assistida, que faz a inseminação artificial em tempo fixo em vacas com sémen de touros reprodutores consagrados pelo alto padrão de qualidade. Pela técnica, várias vacas são induzidas a entrar no cio de forma sincronizada e, logo em seguida, inseminadas. A vantagem da utilização desse método é multiplicar, em médio prazo, matrizes de alto rendimento e ampliar os níveis de produção.

A inseminação pode ser tanto para gado de corte ou leiteiro. Os pacotes divergem de preços conforme o rebanho. Os de leite os pacotes variam de 10 inseminações a 80 e com valores de contrapartida do produtor que vão de R$ 1.008 a R$ 3.552. Já os de corte têm pacotes com 50 inseminações a até 150. Os valores mínimos para o pecuarista são de R$ 2.112 e os máximos são de R$ 5.280.

Bezerros de laboratório

A outra técnica é a fertilização in vitro, que, depois da clonagem, é a técnica mais moderna para reprodução de bovinos. É a mais apropriada para os objetivos do projeto, não só pelo progresso genético do gado, mas principalmente pela possibilidade de reproduzir muitos animais a partir de uma única matriz.

Para fazer a fertilização, as equipes do IBS preparam as vacas receptoras e coletam o material genético das matrizes doadoras na fazenda e, em laboratório, fazem a fertilização. Os embriões são implantados nas receptoras, como se fossem barrigas de aluguel. Tempo depois é diagnosticada a gestação. A técnica serve tanto para gado de corte quanto leiteiro.

Essa técnica promove um verdadeiro milagre no curral em pouco tempo. Se um bovinocultor possui apenas uma vaca que tem alto desempenho na produção de leite, por exemplo, e outras dez com baixo desempenho, ele pode conseguir ter um plantel de aproximadamente oito bezerras de boa qualidade – ou até superior à da matriz – em um ano, usando o material genético da de melhor padrão e as demais como barriga de aluguel.

O criador pode adquirir o pacote mínimo com seis prenhezes confirmadas, cujo valor final para o produtor fica em R$ 3.456, ou até 18 prenhezes. No caso desse pacote máximo, o total que o pecuarista vai desembolsar é de R$ 8.640. Há opção de fazer pacotes combinados de FIV e CRIATF.

RECOMENDAMOS

Chuvas no RN

Operação conjunta socorre população

LOTERIA

Mega-Sena acumula; próximo sorteio será de R$90 milhões

TORÓ

Ponte desaba, carro é arrastado e cidade fica 'isolada'

OBRA DE R$4,1 MILHÕES

Sabe como está reforma do Forte dos Reis Magos? Parada

ROLÉ DIFERENCIADO

Bolsonaro 'escapa' de hotel para dar voltinha de moto

INFORMAÇÃO NUTRICIONAL

Veja essas dicas e coma chocolate sem culpa na Páscoa

OPERAÇÃO PELA VIDA

PMs impedem suicídio na Ponte

AUTOMÓVEL

Carros brasileiros ficam mais seguros e mais caros

comentários