Cultura

PRECISA-SE DE AJUDA

Sem patrocínio, projeto “Rendeiras da Vila de Ponta Negra” é interrompido

Desde janeiro, rendeiras não conseguem mais viabilizar as oficinas

Por Redação

16 de maio de 2019 | 16:24

O Núcleo de Produção Artesanal da Vila de Ponta Negra está em busca de patrocinadores, sejam pessoas físicas ou jurídicas, para retomar as aulas da oficina de renda. Criado com o intuito de reunir e de evitar a extinção da arte da renda de bilros, o Núcleo deixou de angariar em janeiro deste ano os subsídios que recebia de uma ONG – Organização Não-Governamental. Desde então, as rendeiras não conseguiram mais viabilizar as oficinas. A verba é utilizada na aquisição de material, na remuneração das professoras rendeiras, no lanche oferecido aos alunos e na locação do espaço.

Assim que houver patrocinadores, as aulas serão oferecidas nas quartas e quintas-feiras, das 14h às 17h, ou nos sábados, no mesmo horário. Dependendo da habilidade do aluno, o Módulo I pode ser feito em um trimestre. Neste módulo é feita uma oficina híbrida, na qual o aprendiz aprende a ler os desenhos de renda, desenhar e rendar. Já no Módulo II começa a produção de peças básicas, e no Módulo II de peças mais elaboradas. A média de tempo do curso integral é de 1 ano.

Uma mestra rendeira é responsável por um grupo de até 5 alunos. A oficina é gratuita para pessoas de baixa renda e para moradores da Vila de Ponta Negra. Os interessados em patrocinar as oficinas podem entrar em contato com Renata Deniz pelo telefone (84) 99656-7004 ou emailrenatamdeniz@gmail.com.

O Núcleo

A diminuição da prática da atividade na Vila foi provocada, dentre outros motivos, pela transformação de Ponta Negra em um bairro turístico, depois da destruição das plantações na década de 1960. A iniciativa de formar o Núcleo partiu da mestra rendeira Vó Maria, que convidou um grupo de amigas que já faziam trabalhos de renda de bilro em casa, para trabalhar juntas e de forma cooperativa.

O lugar escolhido foi uma parte da casa dela, no centro da Vila, junto com o espaço cultural e gastronômico Restaurante e Tapiocaria da Vó. Os encontros acontecem das 13h às 17h, de segunda a sexta. Atualmente, 13 mulheres participam do trabalho, mas a Vila tem cerca de 50 rendeiras, que produzem em casa ou participam, quando necessário, na produção de peças de grande porte. Alguns dos grandes diferenciais do Núcleo são o fato de estar em uma capital, a confecção de peças sob encomenda e sob medida para particulares, e souvenirs para empresas e casamentos.

Sobre o Núcleo de Produção Artesanal da Vila de Ponta Negra

O Núcleo de Produção Artesanal da Vila de Ponta Negra é uma entidade fundada há cerca de 30 anos, com o intuito de reunir e de evitar a extinção da arte da renda de bilros. Os encontros acontecem das 13h às 17h, de segunda a sexta, no Centro da Vila. Mais informações: Rua Manuel Coringa de Lemos, n.º 484 – Vila de Ponta Negra, Natal/RN. Facebook e Instagram: @rendasdavila. Renata Deniz – (84) 99656-7004 \ renatamdeniz@gmail.com

RECOMENDAMOS

POLÍCIA

Homens em carro roubado morrem após perseguição da PM

TRANSPORTE DE CARGAS

ANTT publica novas regras para cálculo do frete mínimo

DESATIVADDA

Saiu a sentença de recuperação judicial da Multidia

DIÁLOGO

AGN-RN e IMD discutem parceria para startups potiguares

REFORÇO NA SEGURANÇA

Polícia Civil receberá R$ 2 milhões em viaturas e armas

MUNDO MÁGICO LITERÁRIO

Feira de Livros e Quadrinhos de Natal será em setembro

VÍDEO

Dengue: Imóvel abandonado preocupa moradores no Alecrim

TUDO LIBERADO

Grande Natal tem todas as praias próprias para o banho

comentários