Cultura

PRECISA-SE DE AJUDA

Sem patrocínio, projeto “Rendeiras da Vila de Ponta Negra” é interrompido

Desde janeiro, rendeiras não conseguem mais viabilizar as oficinas

Por Redação

16 de maio de 2019 | 16:24

O Núcleo de Produção Artesanal da Vila de Ponta Negra está em busca de patrocinadores, sejam pessoas físicas ou jurídicas, para retomar as aulas da oficina de renda. Criado com o intuito de reunir e de evitar a extinção da arte da renda de bilros, o Núcleo deixou de angariar em janeiro deste ano os subsídios que recebia de uma ONG – Organização Não-Governamental. Desde então, as rendeiras não conseguiram mais viabilizar as oficinas. A verba é utilizada na aquisição de material, na remuneração das professoras rendeiras, no lanche oferecido aos alunos e na locação do espaço.

Assim que houver patrocinadores, as aulas serão oferecidas nas quartas e quintas-feiras, das 14h às 17h, ou nos sábados, no mesmo horário. Dependendo da habilidade do aluno, o Módulo I pode ser feito em um trimestre. Neste módulo é feita uma oficina híbrida, na qual o aprendiz aprende a ler os desenhos de renda, desenhar e rendar. Já no Módulo II começa a produção de peças básicas, e no Módulo II de peças mais elaboradas. A média de tempo do curso integral é de 1 ano.

Uma mestra rendeira é responsável por um grupo de até 5 alunos. A oficina é gratuita para pessoas de baixa renda e para moradores da Vila de Ponta Negra. Os interessados em patrocinar as oficinas podem entrar em contato com Renata Deniz pelo telefone (84) 99656-7004 ou emailrenatamdeniz@gmail.com.

O Núcleo

A diminuição da prática da atividade na Vila foi provocada, dentre outros motivos, pela transformação de Ponta Negra em um bairro turístico, depois da destruição das plantações na década de 1960. A iniciativa de formar o Núcleo partiu da mestra rendeira Vó Maria, que convidou um grupo de amigas que já faziam trabalhos de renda de bilro em casa, para trabalhar juntas e de forma cooperativa.

O lugar escolhido foi uma parte da casa dela, no centro da Vila, junto com o espaço cultural e gastronômico Restaurante e Tapiocaria da Vó. Os encontros acontecem das 13h às 17h, de segunda a sexta. Atualmente, 13 mulheres participam do trabalho, mas a Vila tem cerca de 50 rendeiras, que produzem em casa ou participam, quando necessário, na produção de peças de grande porte. Alguns dos grandes diferenciais do Núcleo são o fato de estar em uma capital, a confecção de peças sob encomenda e sob medida para particulares, e souvenirs para empresas e casamentos.

Sobre o Núcleo de Produção Artesanal da Vila de Ponta Negra

O Núcleo de Produção Artesanal da Vila de Ponta Negra é uma entidade fundada há cerca de 30 anos, com o intuito de reunir e de evitar a extinção da arte da renda de bilros. Os encontros acontecem das 13h às 17h, de segunda a sexta, no Centro da Vila. Mais informações: Rua Manuel Coringa de Lemos, n.º 484 – Vila de Ponta Negra, Natal/RN. Facebook e Instagram: @rendasdavila. Renata Deniz – (84) 99656-7004 \ renatamdeniz@gmail.com

RECOMENDAMOS

NOVA APOSENTADORIA

Previdência: texto alternativo foi ruído de comunicação

ESTÁ PRESO

Motorista que matou Gis diz que nem lembra do acidente

ALERTA SPOILER!

Emilia Clarke ficou espantada com roteiro final de GOT

GRANDE NATAL

Foragido da Justiça morre durante operação policial

PROPOSTA

Conselhos fazem projeto para impedir suicídios na Ponte

ACABOU?

Jorge e Matheus apagam conta no Instagram

NÚMEROS

Exportações do RN cresceram 26% nos primeiros 3 meses

AÇÃO POPULAR

Vereador e deputado querem anular diferença na tarifa

comentários