Economia

PROPOSTAS DE MODERNIZAÇÃO

Sistema Fiern participa de seminário sobre Reforma Tributária

Mudanças em discussão para modernizar o simplificar o Sistema Tributário estão em debate no Congresso Nacional

Por Redação

27 de junho de 2019 | 09:06

Foto: Divulgação/Fiern

As mudanças em discussão para modernizar o simplificar o Sistema Tributário, que estão em debate o Congresso Nacional, foram o tema de um seminário promovido por entidades representativas de auditores fiscais, contabilidade e o Governo do Estado. Coube a um dos vice-presidentes do Sistema FIERN, empresário Thiago Gadelha Simas, representar a o setor industrial no evento.

Durante o seminário, o ex-deputado Luiz Carlos Hauly, do Paraná, defendeu que o Congresso retome a proposta de Emenda Constitucional, da qual ele foi relator, e está pronta para votação em plenário. Aprovada na Comissão Especial, a PEC busca simplificar o atual sistema, permitindo a unificação de tributos sobre o consumo e, ao mesmo tempo, reduzindo o impacto sobre os mais pobres. Outro objetivo é aumentar gradativamente os impostos sobre a renda e sobre o patrimônio e melhorar a eficácia da arrecadação, com menos burocracia.

A proposta extingue oito tributos federais (IPI, IOF, CSLL, PIS, Pasep, Cofins, Salário-Educação e Cide-Combustíveis), o ICMS (estadual) e o ISS (municipal). No lugar deles, serão criados um imposto sobre o valor agregado de competência estadual, chamado de Imposto sobre Operações com Bens e Serviços (IBS), e um imposto sobre bens e serviços específicos (Imposto Seletivo), de competência federal.

“Mais do que uma reforma, essas propostas devem ser abordada como o Novo Sistema Tributária, que seria mais adequado uma vez que define mudanças substanciais. Se for para modernizar, simplificar e garantir Justiça Tributária a proposta deve receber o apoio dos setores produtivos”, disse Thiago Gadelha.

Além do projeto de Hauly, há outras propostas em discussão no Congresso Nacional. “É preciso discutir também aspectos como a partilha (entre União, Estados e Municípios) dos tributos”, destacou a pesquisadora em Direito Tributário Ludmila Monteiro.

O ‘Seminário Reforma Tributária: Modernização, Simplificação e Justiça Fiscal’ é uma realização do Sindicato dos Auditores Fiscais do Rio Grande do Norte (Sindifern), Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Norte (CRCRN), do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Sindifisco Nacional), Governo do Estado do Rio Grande do Norte e Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (CEAF) do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte (MPRN).

Além de Thaigo Gadelha, também participaram o superintendente de Relações Institucionais, Helder Maranhão, e o consultor tributário Raimundo Cruz.

RECOMENDAMOS

SAÍDAS VOLUNTÁRIAS

Bolsa Família: Mais de 11 mil pediram desligamento

RECUSOU

Eleita Miss Bumbum, Pabllo Vittar critica título

TRANSPORTE INTERMUNICIPAL

Motoristas adiam para terça-feira decisão sobre greve

TOPO DO PÓDIO

Esgrima: Brasileira leva ouro e faz história no Mundial

NORMAS SANCIONADAS

RN teve quase 100 novas leis no primeiro semestre

RESSOCIALIZAÇÃO E PREVENÇÃO

Presas do João Chaves recebem atendimento médico

INCLUSÃO

Bolsonaro anuncia inclusão de autistas no Censo 2020

RECURSO NEGADO

TRE-RN mantém Lava Jato no RN na Justiça Federal

comentários