Geral

Sistema FIERN realiza Ato Ecumênico de Páscoa

A importância da Páscoa e do que fazer para estar todos juntos novamente no próximo ano foi o tema do discurso do presidente do Sistema FEIRN, Amaro Sales, durante o encerramento do Ato Ecumênico de Páscoa realizado na Casa da Indústria, na tarde dessa segunda-feira (20). Acompanhado dos diretores Heyder Dantas, Roberto Serquiz, Djalma Júnior, e o superintendente de Relações Institucionais, Helder Maranhão, ele levou mensagem de paz e esperança a todos os funcionários. “Estamos aqui para compartilhar a paz, compartilhar amor, compartilhar perseverança”, disse Amaro.

O evento foi conduzido pelo Gerente da Unidade de Recursos Humanos do Sistema FIERN, Jalmir Freitas, que falou sobre o tempo pascal. “O Tempo Pascal acontece do Domingo da Ressurreição até o Domingo de Pentecostes”, explicou.

O funcionário Gilson Costa fez a mensagem de Páscoa com foco na ressurreição como dogma da crença cristã, e Lucas, do IEL Mossoró, enviou para todos uma mensagem em vídeo. Já a colaboradora Triana Albuquerque fez a leitura do Evangelho, que contou a história de Tomé, e fala da importância de crer sem ver – o personagem bíblico precisava ver para crer.

A Páscoa ou Domingo da Ressurreição é uma festividade religiosa e um feriado que celebra a ressurreição de Jesus ocorrida três dias depois da sua crucificação no Calvário, conforme o relato do Novo Testamento. É a principal celebração do ano litúrgico cristão e também a mais antiga e importante festa cristã.

RECOMENDAMOS

Mourão classifica militar preso como 'mula qualificada'

Luciano Huck e Angélica agradecem apoio e mostram como ficou crânio do filho após grave acidente

Parceria entre ITEP e Correios facilita a emissão de novos RG's no RN

Presidente da Fiern participa do 6º Seminário Pense nas Pequenas Primeiro

CCJ do Senado aprova projeto de abuso de autoridade

Militar preso com cocaína estaria em voo de volta com Bolsonaro, diz Mourão

Papa Francisco expressa tristeza por imagem de pai e filha afogados na fronteira entre México e Estados Unidos

Crianças e animais são as maiores vítimas da queima de fogos nas festas juninas

comentários