Politicas Públicas 16/09/2019 11:06

Turismo Náutico terá programa de revitalização

Por Paulo Lopes

A Embratur, a Secretaria de Ecoturismo do Ministério do Meio Ambiente, o ICMBIO, o Ibama e a Marinha do Brasil estão desenvolvendo o Programa Nacional de Revitalização do Ecoturismo Náutico. A ideia é formular políticas públicas que aliam desenvolvimento e sustentabilidade.

O ecoturismo é um segmento da atividade turística que utiliza, de forma sustentável, o patrimônio natural, incentiva sua conservação e busca a formação de uma consciência, promovendo o bem-estar das populações gerando emprego e renda ao mesmo tempo em que preserva o meio ambiente.

Ação em Tamandaré (PE) marcarão o início do programa. Foto. Divulgação.

Sendo assim, o programa que tem como objetivos reunir e ouvir os diversos segmentos interessados no ecoturismo náutico, diagnosticar os gargalos inerentes ao setor e desenvolver estratégias para vencer os desafios e melhorar os serviços e estruturas náuticas no Brasil, gerando emprego e renda.

O presidente Bolsonaro determinou ao Presidente da Embratur, Gilson Machado e o ministro Ricardo Salles que coordenem todas as atividades que envolvam projetos e ações que ajudem a desenvolver os diversos tipos de turismo náutico, interagindo de forma transversal com os diversos agentes do governo.

Gilson Machado, presidente da Embratur. Foto. Divulgação.

Por possuir cerca de 8.500 km de linha de costa, 35 mil km de vias internas navegáveis, 9.260 km de margens de reservatórios de água doce, lagos e lagoas, ser banhado por correntes oceânicas favoráveis à navegação, contar com um clima propício ao esporte e ao lazer náutico e apresentar uma infinidade de paraísos naturais intocados, o Brasil apresenta um dos maiores potenciais de desenvolvimento do ecoturismo náutico do mundo.

A atividade náutica, quando atrelada ao ecoturismo, possui características que a diferenciam do simples ato de navegação. O turismo náutico, portanto, não se configura pela utilização da embarcação como simples meio de transporte, mas como principal motivador da prática turística.

O setor de Turismo Náutico movimenta estaleiros, pessoal de bordo (navegação e manutenção) e demais prestadores envolvidos, criando valor agregado da ordem de uma centena de bilhões de dólares e cujo crescimento anual ultrapassa a taxa de 5%.

A questão ambiental está no centro da discussão, pois ao mesmo tempo em que o turista é atraído pelo ambiente equilibrado e preservado, a sua presença causa impacto. Assim o número de visitantes, e principalmente, as atitudes desses visitantes é que, aliadas às informações acerca do local visitado é que trarão a capacidade de carga ou número balizador de visitação.

A Embratur e a Secretaria de Ecoturismo do Ministério do Meio Ambiente reconhecem essas tendências de consumo como oportunidades de valorizar a diversidade e as potencialidades do ecoturismo náutico no Brasil.

O afundamento de vagões, aeronaves, embarcações de diversos tamanhos, estátuas gigantes e viaturas blindadas em áreas propicias para o mergulho e o desenvolvimento de pousadas, hotéis e resorts para essas atividades é uma das prioridades imediatas. Serão iniciados, nesta segunda-feira (16) os primeiros afundamentos em Tamandaré (PE).

A participação da Embratur é fundamental para a promoção de importante ação conjunta entre o MMA, ICMBIO, Ibama, Marinha e Embratur.

M&E

Paulo Roberto Lopes

Biografia Paulo Roberto Lopes, iniciou em 1977 na Universidade Católica de Petrópolis-UCP/RJ, suas atividades acadêmicas no setor do Turismo, passando pelos os estados do Paraná, Santa Catarina e Rondônia onde foi Diretor de Turismo do estado, aportou em Natal/RN para participar do Congresso Nacional da ABAV/1987, no Rio Grande do Norte, foi secretário de Turismo de Touros e de Maxaranguape, coordenou o Turismo nos municípios de Natal, Extremoz e Parnamirim, exerceu funções na Comissão de Turismo Integrado do Nordeste - CTI/NE, participou da criação do Natal Convention & Visitors Bureau é Diretor de Programas e Projetos do Instituto de Gestão e Formação em Turismo do Rio Grande do Norte/IGETUR.

Descrição Turismo no Ar é uma ferramenta de divulgação, serviços, promoção e compartilhamento que traz temas atuais,tendências,novidades e assuntos do Turismo local,regional e nacional, contribuindo com o desenvolvimento econômico e social do Destino Turístico no Nordeste.

(84) 999 817 199

todos os blogs