Cidades Criativas 18/09/2019 15:23

Ministérios do Turismo e da Cidadania discutem criação da Rede Brasileira de Cidades Criativas

Por Paulo Lopes

Os ministérios do Turismo e da Cidadania se reuniram, nesta terça-feira (17), para dar continuidade às tratativas da criação da Rede Brasileira de Cidades Criativas. As Pastas discutiram sobre aspectos do Acordo de Cooperação Técnica, encaminhamentos para o primeiro produto desse Acordo e estratégias de lançamento da Rede.

MTur e Ministério da Cidadania avançam na criação da Rede Brasileira de Cidades Criativas. Crédito: Divulgação.

A Rede Brasileira, que é uma iniciativa baseada na Rede Mundial de Cidades Criativas, criada em 2004 pela Unesco, tem como objetivo estimular o desenvolvimento da Economia Criativa nos municípios brasileiros, gerar inclusão social e econômica com sustentabilidade. Além disso, busca incrementar as cadeias produtivas locais e regionais, impulsionar a dinâmica e a colaboração com os setores de turismo e de serviços transversais à cultura.

Para o secretário de Integração Interinstitucional, Bob Santos, a iniciativa traz, acima de tudo, qualidade de vida para as localidades afetadas. “Esse acordo de cooperação técnica dá poder de desenvolvimento turístico, econômico, cultural e social às comunidades. Ele é um instrumento que afeta diretamente a qualidade de vida das cidades, criando soluções criativas de melhorias locais. O turismo tem muito a ganhar com esse projeto “, ressaltou o secretário.

Bob Santos, secretário de Integração Interinstitucional. Foto. Divulgação.

De acordo com a Unesco, as cidades da rede trabalham em busca de dois objetivos comuns: colocar as indústrias criativas e culturais no centro dos planos de desenvolvimento locais e cooperar ativamente por meio de parcerias entre cidades em nível nacional e internacional. São sete categorias: artesanato e artes folclóricas, design, cinema, gastronomia, literatura, artes midiáticas e música. Os municípios só podem se candidatar a uma única categoria da Rede de Cidades Criativas. Atualmente, a rede conta com 180 cidades em 72 países.

Oito cidades brasileiras fazem parte da Rede Mundial: Belém (PA), Florianópolis (SC) e Paraty (RJ), no campo da Gastronomia; Brasília (DF) e Curitiba (PR), no do Design; João Pessoa (PB), em Artesanato e Artes folclóricas; Salvador (BA), na Música; e Santos (SP), no Cinema.

TROCA DE EXPERIÊNCIA

O MTur participou, neste ano, de dois encontros importantes sobre cidades criativas. O Ecriativa, realizado em março, reuniu os oitos destinos nacionais que fazem parte da rede mundial e proporcionou troca de experiências sobre os projetos atuais e futuros com apresentação de painéis das cidades. A Pasta também esteve presente, em junho, na 5ª edição do Mercado de Indústrias Criativas Argentinas (MICA), que incentiva atividades turísticas com base na economia criativa.

MTur

Paulo Roberto Lopes

Biografia Paulo Roberto Lopes, iniciou em 1977 na Universidade Católica de Petrópolis-UCP/RJ, suas atividades acadêmicas no setor do Turismo, passando pelos os estados do Paraná, Santa Catarina e Rondônia onde foi Diretor de Turismo do estado, aportou em Natal/RN para participar do Congresso Nacional da ABAV/1987, no Rio Grande do Norte, foi secretário de Turismo de Touros e de Maxaranguape, coordenou o Turismo nos municípios de Natal, Extremoz e Parnamirim, exerceu funções na Comissão de Turismo Integrado do Nordeste - CTI/NE, participou da criação do Natal Convention & Visitors Bureau é Diretor de Programas e Projetos do Instituto de Gestão e Formação em Turismo do Rio Grande do Norte/IGETUR.

Descrição Turismo no Ar é uma ferramenta de divulgação, serviços, promoção e compartilhamento que traz temas atuais,tendências,novidades e assuntos do Turismo local,regional e nacional, contribuindo com o desenvolvimento econômico e social do Destino Turístico no Nordeste.

(84) 999 817 199

todos os blogs