Brasil e Mundo

"PERSONA NON GRATA"

Venezuela expulsa embaixador da Alemanha

Martin Kriener tinha recebido Juan Guaidó no aeroporto

Por Agência Estado

6 de março de 2019 | 15:16

O governo da Venezuela declarou nesta quarta-feira, 6, o embaixador da Alemanha, Martin Kriener, “persona non grata” nesta quarta-feira, e deu 48 horas para que deixe o país depois que ele recebeu o líder da oposição, Juan Guaidó, no Aeroporto de Maiquetia na segunda-feira. A Alemanha é um dos mais de 50 países que reconhecem o presidente da Assembleia Nacional como presidente interino do país.

Em comunicado, o governo diz que sua decisão se deve a “recorrentes atos de ingerência nos assuntos internos do país” pelo diplomata, que “em desacato compareceu ao aeroporto internacional de Maiquetía para testemunhar a chegada do deputado Juan Guaidó”.

“A Venezuela considera inaceitável que um representante diplomático estrangeiro exerça em seu território um papel público mais típico de um líder político em clara sintonia com a agenda conspiratória de setores extremistas da oposição venezuelana”, diz ainda a nota.

Também em comunicado, o governo alemão anunciou que consultará aliados europeus para saber como responderá à expulsão do embaixador.

Na segunda-feira, representantes diplomáticos de outros países europeus e latino-americanos receberam Guaidó, que retornou à Venezuela em um voo comercial procedente do Panamá. (Com agências internacionais)

RECOMENDAMOS

DESISTIU

Bolsonaro não vai mais indicar filho para Embaixada

CONFUSÃO INTERNA

'Guerra das listas' do PSL tem nomes repetidos

SALDO POSITIVO

RN cria 13.344 mil vagas de empregos em setembro

CRISE NO PSL

Delegado Waldir derrota Eduardo e continua líder do PSL

QUE LUTA!

Leonardo comemora 23 anos de casados com a esposa

CAGED

País criou mais de 157 mil empregos formais em setembro

É TRETA

Bolsonaro decide retirar Joice da liderança do governo

GESTÃO DO PETRÓLEO

Fiern convida ministro de Minas para Seminário

comentários