Política

MOÇÃO DE REPÚDIO

Vereadores criticam bancada por corte de verba para obra da Redinha

Eles prometeram esforço para reverter situação

Por Redação

10 de abril de 2019 | 16:39

Foi lida Moção de Repúdio pelo vereador Preto Aquino contra iniciativa dos deputados federais. Foto: Elpídio Júnior

Na sessão ordinária de ontem (9) da Câmara Municipal de Natal foi lida uma moção de repúdio, assinada pelos vereadores, à conduta dos parlamentares da bancada federal do estado do Rio Grande do Norte. A moção faz referência aos cortes nas verbas destinadas ao Terminal Turístico da Praia da Redinha.

O vereador Preto Aquino (Patriota), autor do requerimento da moção de repúdio, lamentou a conduta dos parlamentares potiguares da bancada federal. “Eu vejo essa decisão com muita tristeza porque todos os parlamentares foram muito bem votados pelos eleitores de Natal, se não puderam ajudar a cidade através da emenda de bancada, que ajudem cada um através dos seus mandatos”, disse Preto Aquino.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Paulinho Freire (PSDB), destacou que os parlamentares municipais pretendem lutar para que os recursos voltem a serem destinados à cidade. “Por que só Natal tem que perder? Na pior das hipóteses deveria ter sido feito um corte linear e não total. O Terminal Turístico é uma obra de suma importância por se tratar de um segmento tão importante para nossa cidade. Nós iremos lutar para se fazer justiça, ou seja, para que obra seja devolvida à Redinha”, comentou Paulinho Freire.

RECOMENDAMOS

Projeção de expansão da economia cai pela oitava vez

MANIFESTAÇÃO

Policiais e bombeiros realizarão protesto nesta terça

PREOCUPAÇÃO

Chuva deixa outra ponte no interior sob risco de cair

ACIDENTE ANIMAL

Motoboy atropela jumento e os dois ficam feridos

TRAGÉDIA

Incêndio na Notre-Dame completa uma semana

NOVA GESTÃO

Humorista vence eleição presidencial na Ucrânia

TERROR

Número de mortos em ataques no Sri Lanka sobe para 290

FIM DE FESTA

PM acaba com festa de facção na zona Oeste de Natal

comentários