Geral

TV NO AR

[VÍDEO] Advogada Lucia Jales apresenta propostas para eleição do ‘Quinto Constitucional’

Portal No Ar abre espaço para advogados falarem de suas candidaturas

Por Redação

24 de junho de 2019 | 16:49

Foto: Reprodução/TV no Ar

O Portal No Ar está abrindo espaço para os advogados e advogadas à vaga de desembargador no Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Norte pelo Quinto Constitucional se apresentarem e falarem de suas candidaturas.

No dia 12 de julho, cerca de 5 mil advogados adimplentes com a OAB/RN vão votar para formar uma lista sêxtupla para ser enviada ao pleno do TRT/RN. Até lá, os 23 candidatos se apresentarão na TV No Ar, com espaço para falar do que motiva suas candidaturas e também de suas propostas para conquistar os votos de seus pares.

Cada entrevista terá cinco minutos no total. E para cada candidato, faremos as mesmas três perguntas. Nesta entrevista, a TV No Ar recebe a Advogada Lucia Jales que concorre com o número 75.

[Portal No Ar] A senhora tem dois minutos para se apresentar e falar de sua experiência na advocacia junto à Justiça do Trabalho.

[Lúcia Jales] Advogo há 27 anos na justiça do trabalho. Essa advocacia é única renda familiar minha, de forma que tenho abraçado essa advocacia trabalhista há 27 anos. Mas, por isso abraço a civil e a constitucional, aliás, o que é imprescindível na bagagem de um desembargador. De grandes lutas, fui a primeira candidata mulher seccional da OAB, estive em primeiro lugar na lista do TRF da quinta região para o lugar de desembargador. Nesta luta também, luto por causas nobres: defendo as mulheres, defendo a advocacia como um todo, minha vida é pautada com muito respeito, dignidade, compromisso… e de maneira que também sou uma eterna estudiosa, uma estudante do direito, sou membro da academia de letras jurídicas, tenho livro jurídico publicado, muitos artigos escritos e faço doutorado na Universidade Federal de Buenos Aires. Tenho 58 anos de idade. E ao longo dessa trajetória, tenho procurado defender a advocacia. Fui conselheira estadual da OAB, fui membro de duas comissões as quais reputo muito importante: comissão da interiorização, porque o advogado do interior precisa mais até do que nós aqui da cidade, ser acolhido e respeitado e também fui da comissão da mulher, e todos sabem da minha luta pela causa nobre da mulher.

[Portal No Ar] Em um minuto, o que a animou a concorrer ao Quinto Constitucional do TRT?

[Lúcia Jales] O que me leva a concorrer a essas vagas, é porque sempre procurei participar desses processos democráticos da OAB. Tenho participado de ‘Quintos’, tenho participado das lutas da advocacia e das lutas da OAB. Fui a primeira mulher a ser candidata da presidência da ordem, fui candidata a vice-presidência da ordem na eleição passada do atual Presidente Dr. Aldo Medeiros. Fui candidata a conselheira federal, recentemente na chapa da Dra. Magna Letícia. Então, eu luto por causas nobres, independentemente de qualquer situação, eu analiso muito a causa.

[Portal No Ar] Para finalizar esta entrevista, a senhora tem dois minutos para apresentar suas propostas aos advogados.

[Lúcia Jales] Na verdade meus compromissos são compromissos de ética, respeito como tem pautado a minha vida. De maneira que as portas do gabinete estarão abertas para advocacia. O advogado precisa sim ser mais respeitado, precisa que o tribunal entenda a realidade da advocacia. As vezes uma simples coisa, um entrave numa instituição bancária com relação a um alvará , quer dizer, uma coisa super simples que não é de competência do desembargador, mas é preciso que o desembargador saiba dessa realidade. Então, meus compromissos são de imparcialidade, de independência, de procurar estreitar esse diálogo entre o judiciário e a advocacia, porque todos nós: o Ministério Público, o judiciário e a advocacia são instituições que visam proteger, dar o direito, fazer justiça junto ao cidadão. Essas três instituições tem que andar de mãos dadas.

 

RECOMENDAMOS

PLANO DIRETOR NO AR

Câmara retoma Fórum do Plano Diretor na segunda-feira

PREVISÃO

Lula diz que PT vai polarizar eleições em 2022

PARA A CHINA

Após acordo, melão produzido no RN pode ser exportado

SEGURO RETIRADO

Em dez anos, DPVAT indenizou mais de 391 mil por morte

VERSÃO MAROMBA

Gracyanne e Belo viram personagens de 'Os Simpsons'

FINALISTA

Grupo do RN na final da Olimpíada da Língua Portuguesa

VAGA DE EMPREGO

Realeza procura faxineiro real para ganhar R$ 80 mil

ANÁLISE DE RESÍDUO

Marinha desloca navio de pesquisa para o Nordeste

comentários