Geral

TV NO AR

[VIDEO] Advogado Edvaldo Leite apresenta propostas para eleição do Quinto Constitucional

Portal No Ar abre espaço para advogados falarem de suas candidaturas

Por Redação

12 de junho de 2019 | 16:37

Foto: Reprodução/YouTube/TV No Ar

O Portal No Ar está abrindo espaço para os advogados e advogadas à vaga de desembargador no Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Norte pelo Quinto Constitucional se apresentarem e falarem de suas candidaturas.

No dia 12 de julho, cerca de 5 mil advogados adimplentes com a OAB/RN vão votar para formar uma lista sêxtupla para ser enviada ao pleno do TRT/RN. Até lá, os 23 candidatos se apresentarão na TV No Ar, com espaço para falar do que motiva suas candidaturas e também de suas propostas para conquistar os votos de seus pares.

Cada entrevista terá cinco minutos no total. E para cada candidato, faremos as mesmas três perguntas. Nesta entrevista a TV No Ar recebe o advogado Edvaldo Leite, que concorre com o número 44.

[Portal No Ar] O senhor tem dois minutos para se apresentar e falar de sua experiência na advocacia junto à Justiça do Trabalho.

[Edvaldo Leite] Eu sou Edvaldo Leite, advogado com 30 anos na Justiça do Trabalho, com advocacia eminentemente na Justiça do Trabalho. Nós temos, hoje, 11.162 processos solucionados e, por isso, temos uma experiência desses 11 mil processos, todos eles a bem da Justiça. Por isso, entendemos que temos a experiência, o equilíbrio, a chancela de poder ser candidato ao quinto constitucional a desembargador do Rio Grande do Norte. Nesse tempo de atividades, fui conselheiro estadual da Ordem, sou pós-graduado em direito do trabalho e direito previdenciário. Minha família é jurídica. Minha esposa é advogado, meu filho é advogado e tenho uma filha se formando agora em direito. E vivi esses 30 anos diuturnamente na Justiça do Trabalho. Vivenciando todos os problemas, as mazelas, as adversidades que os advogados passam e sentem me chancelando cada vez mais a oxigenar o Tribunal do Trabalho na vaga de desembargador para o quinto constitucional com o nome de Edvaldo Leite trazendo para o Tribunal e para os advogados todas as necessidades que o nosso tribunal precisa, como nós temos falta de estacionamento e banheiros e outras coisas.

[Portal No Ar] Em um minuto, o que o animou a concorrer ao Quinto Constitucional do TRT?

[Edvaldo Leite] O quinto constitucional do TRT tem um objetivo: que é oxigenar, humanizar as sentenças que os desembargadores proferem, os acórdãos, no caso. Eu, como sou advogado há 30 anos na Justiça do Trabalho, conheço todas essas mazelas do povo, esse sofrimento do povo, por isso me chancelo a me candidatar e carregar nos meus ombros essa responsabilidade de humanizar, de melhorar e até de acelerar os processos que na Justiça do Trabalho permanecem. Temos 30 anos trabalhando dentro da Justiça do Trabalho, temos 11 mil processos na Justiça do Trabalho. Então isso me dá credibilidade para minimizar ou solucionar todos os problemas que os advogados dali passam.

[Portal No Ar] Para finalizar esta entrevista, o senhor tem dois minutos para apresentar suas propostas aos advogados.

[Edvaldo Leite] Essas propostas que apresento aqui são situações por mim já passadas. Eu tenho que o advogado sofre muito com a interferência dos juízes nos seus honorários advocatícios. Acho isso equivocado. Eu tenho que o advogado precisa de uma interação maior com o judiciário para poder exercer com mais tranquilidade. Porque tudo isso que se faz na Justiça do Trabalho ou em qualquer órgão público é para servir ao povo, eles são os mandantes e nós somos os mandatários. Então é preciso que haja essa interação entre juízes e advogados e saibam essas duas partes que trabalham juntas, não se ter um contra o outro. O espaço físico dos tribunais e das varas pertence a essas três partes: advogados, ministério público e judiciário. Não pertence só a uma. O advogado precisa se sentir em casa no Tribunal, aonde ele exerce seu externo. O advogado tem que estar em casa porque ele é essencial a essa administração da justiça e isso é um direito constitucional. Digo mais do que um direito: é um dever. Por isso que Edvaldo Leite é candidato porque tem esses 30 anos de experiência e esses 11.162 processos e vai trazer para o RN uma melhoria significativa na prestação jurisdicional, no movimento dos processos na Justiça do Trabalho, na relação entre juiz e advogado e, por consequência, na melhoria de uma prestação jurisdicional à população, ao povo. A Justiça do Trabalho é muito importante para a sociedade. E Edvaldo Leite sabe disso.

RECOMENDAMOS

PATU

Governadora acompanha Operação Santuário do Lima

COVARDIA

Após diária, PM é assassinado quando voltava pra casa

"RESULTADO EXCELENTE"

Oficinas de costura do RN economizam com energia solar

DIA MUNDIAL DA LIMPEZA

Voluntários vão às ruas de Natal recolher 16 t de lixo

PARCEIROS

Bolsonaro participará de jantar com Trump nos EUA

ALERTA

Arboviroses: Sesap reforça orientação aos municípios

MAIS ORGANIZAÇÃO

Evento leva dicas de organização para shopping em Natal

ATUALIZAÇÃO

Governo atualiza cadastro e preocupa produtores rurais

comentários