Política

CRISE NO MDB

Walter Alves ameaça: “Se Henrique assumir MDB, Garibaldi e eu deixamos o partido”

Henrique estaria articulando presidência da legenda que atualmente está com Garibaldi

Por Redação

10 de abril de 2019 | 14:17

Henrique Alves e Walter Alves: crise no MDB. Reprodução

O deputado Walter Alves não está nem um pouco satisfeito com a reaproximação do ex-deputado e primo Henrique Alves no grupo político do qual pertencem, o MDB. Ele condicionou a sua permanência e a do seu pai, ex-senador Garibaldi Alves, no partido ao distanciamento de Henrique da presidência da legenda no estado, que Henrique estaria articulando para assumir. O ultimato foi dado à executiva nacional da sigla. Garibaldi é o atual presidente e Walter é o vice, ambos chegaram ao consenso.

Quem revelou a crise foi o próprio Walter. Hoje ele se encontra em reunião com prefeitos potiguares em Brasília e foi justamente a um prefeito que fez a revelação ao ser questionado sobre a possibilidade de Henrique assumir a presidência estadual do MDB. “Inclusive, comunicamos à direção do MDB nacional, que, caso o senhor Henrique Alves, com quem não tenho relação pessoal e política há anos, venha assumir a legenda, Garibaldi e eu deixaremos o partido”, respondeu pelo Twitter ao prefeito de Coronel Ezequiel, Claudio Marques, o “Boba”.

O Portal NoAr apurou com correligionários dos Alves que a relação de Henrique e Walter, de fato, nunca foi tão amigável, apesar de evitarem atritos públicos. Contudo, a relação ficou ainda mais arranhada quando Henrique apoiou o então candidato e agora deputado federal Benes Leocádio (PTC) nas eleições de 2018, conseguindo retirar votos que supostamente iriam para Walter, também (re) eleito. O envolvimento de Henrique em processos de corrupção é outro fator que faz com que Walter se mantenha afastado do primo, sem querer associar sua imagem à dele, já com vistas nas eleições de 2020.

Desde que deixou o quartel da Polícia Militar, onde passou dois anos preso, Henrique tem ensaiado retorno à política com forte atuação pelas redes sociais. Sobre a declaração de Walter Alves e se realmente almeja assumir a presidência do partido, ainda não se pronunciou. Em artigo, publicado domingo passado no jornal Tribuna do Norte, Henrique dispara “a luta continua”, levantando a questão interna dentro do MDB.

RECOMENDAMOS

SONDAGEM FIERN

Atividade da construção potiguar reduz queda em maio

LEGISLATIVO

Câmara de Natal encerra votação da LDO 2020

OPERAÇÃO EM MINAS

PF prende assessor do ministro do Turismo

NOITE DE FARRA!

Neymar é flagrado aos beijos com outra modelo

PROPOSTAS DE MODERNIZAÇÃO

Fiern participa de seminário sobre Reforma Tributária

IGUALDADE

Fórum cobra antecipação do 13º de 2019 para todos

OUTRA REALIDADE

Diretoria da Caern recebe salários de até R$ 71 mil

TRÁFICO DE DROGAS

Mourão classifica militar preso como 'mula qualificada'

comentários