Geral

INQUÉRITO CONCLUÍDO

Zaira Cruz foi estuprada antes de ser assassinada, confirma delegado

Pedro Inácio, que é sargento da PM, teria estuprado a jovem duas vezes

Por Ayrton Freire

26 de março de 2019 | 11:53

Vítima de feminicídio, Zaira Cruz, de 22 anos, foi estuprada antes de ser assassinada. Assim, o delegado de Caicó, Leonardo Germano, encerrou o inquérito sobre o caso ocorrido no dia 2 de março, no começo das festividades do Carnaval da cidade, que é um dos eventos mais tradicionais do estado. Apontado pela Polícia Civil como autor dos crimes, Pedro Inácio Araújo de Maria, de 36, que é sargento da Polícia Militar, está preso desde o último dia 15.

De acordo com o delegado, Zaira foi vítima de dois estupros cometidos pelo homem. O primeiro foi em agosto de 2018. Ela não denunciou, mas compartilhou à época com pessoas próximas a ela. De acordo com a apuração, na ocasião, Pedro Inácio tentou manter relação sexual, sem uso de preservativo. Diante da negativa dela, ele a violentou.

O último estupro aconteceu na noite em que a jovem foi assassinada.  “No dia 02 de março de 2019, Zaira Cruz encontra-se com Pedro Inácio no carnaval de Caicó. Ele fica com a vítima, dentro de um veículo, entre 2h14 e 3h da madrugada. Neste lapso temporal, Pedro Inácio tenta ter relação sexual com a universitária, porém ela nega. Diante da negativa de Zaira, ele a estupra e depois decide matá-la”, detalhou o delegado.

 

RECOMENDAMOS

LOTERIA

Mega-Sena acumula; próximo sorteio será de R$90 milhões

TORÓ

Ponte desaba, carro é arrastado e cidade fica 'isolada'

OBRA DE R$4,1 MILHÕES

Sabe como está reforma do Forte dos Reis Magos? Parada

ROLÉ DIFERENCIADO

Bolsonaro 'escapa' de hotel para dar voltinha de moto

INFORMAÇÃO NUTRICIONAL

Veja essas dicas e coma chocolate sem culpa na Páscoa

OPERAÇÃO PELA VIDA

PMs impedem suicídio na Ponte

AUTOMÓVEL

Carros brasileiros ficam mais seguros e mais caros

SEXTA-FEIRA DA PAIXÃO

Como foi o treino secreto do América em pleno feriado

comentários